Cabine Histórica: Viagem ao passado do dia 31 de Março – O Fim da Era Napoleônica

Cabine Histórica: Viagem ao passado do dia 31 de Março – O Fim da Era Napoleônica

Cabine histórica é a nossa viagem com a C.A.T.I.A aos fatos históricos da humanidade e por toda a linha temporal,hoje viajamos para:

O dia 31 de Março de 1814, quando tropas russas, prussianas e austríacas entram em Paris, capital do Império Napoleônico, sem resistência. É o fim de uma Era.

O início da década de 1800, viu surgir na Europa um dos períodos mais conturbados que a História do continente tinha visto até então, A ascensão de Napoleão Bonaparte. Muitas coisas boas foram feitas no período em que Napoleão reinou (de 1800 até 1814). Um dos exemplos mais fortes dessa influência foi o Código Napoleônico, que eram aplicado em toda a França e nos territórios ocupados. O código nada mais era do que um dos primeiros códigos de direito civil redigido e aplicado em quase toda a Europa. Ele abordava o direito penal, o direito processual penal e o direito comercial. Muitos códigos civis no mundo, inclusive no Brasil tem por base o Código Napoleônico.

Em 1814, uma Aliança entre os principais inimigos de Napoleão, O Império Russo (comandado por Alexander I), o Reino da Prússia (Comandado por Friedrich Wilhelm III) e as tropas do Império Austríaco (comandadas pelo Príncipe-Comandante Schwarzenberg) entram quase que desfilando em Paris, no coração da França, sem encontrar muita resistência por parte tanto do exército francês quanto da população.

A chave da cidade é entregue, em frente a prefeitura, pelo ex ministro de relações exteriores de Napoleão, Talleyrand. As defesas da cidade de Paris estavam sob as ordens do Marechal Marmont, um dos principais marechais napoleônicos e amigo pessoal de Napoleão, tendo cursado a academia militar juntos. Marmont fora “comprado” pelos Aliados, para que ele posicionasse as tropas francesas em uma localização que fosse fácil de serem cercadas e controladas. Por causa dessa “traição” de Marmont não houve resistência à tomada de Paris.

Napoleão percebendo que alguns de seus marechais não mais o apoiavam, ele decidiu abdicar, em 6 de Abril de 1814. A Coalizão entre Rússia, Áustria e Prússia decidiu então restaurar a França como uma monarquia absolutista, retornando com a dinastia Bourbon (através do irmão mais novo de Luis XVII, que havia “perdido a cabeça” em 1793). Decidiram também exilar Napoleão na ilha de Elba, próxima ao litoral da Itália.

Mais tarde, Napoleão escapou de seu exílio, voltando a França e tomando o poder novamente, no episódio que seria conhecido por Governo dos 100 dias. Napoleão só seria derrotado de fato na Batalha de Waterloo, em 1815.

Veja mais fatos históricos nesse dia:

627 – Maomé e seus exércitos cercam Medina;

1822 – A população da ilha grega de Quíos é massacrada pelos turcos após uma tentativa de rebelião;

1889 – Inauguração da Torre Eiffel, em Paris;

1931 – Um terremoto destrói Manágua, na Nicarágua, matando 2000 pessoas;

1965 – O Pico da Neblina, ponto mais alto do Brasil, é escalado pela primeira vez;

1999 – Estréia o filme “Matrix”

Fonte:

1001 Dias que Abalaram o Mundo, editora Sextante.

Redação Terra

History Channel

Gostou do Post?

Curta e compartilhe a page >>  Cabine do tempo no facebook! e o Twitter do cabine do tempo!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *