Cabine Histórica: Viagem ao passado do dia 31 de Dezembro – São Silvestre!

Cabine Histórica: Viagem ao passado do dia 31 de Dezembro – São Silvestre!

Cabine histórica é a nossa viagem com a C.A.T.I.A aos fatos históricos da humanidade e por toda a linha temporal,hoje viajamos para:

O dia 31 de dezembro de 1924 em meio às comemorações do Ano Novo, a cidade de São Paulo também passou a conviver com um novo evento: a Corrida de São Silvestre. Realizada pela primeira vez na virada do ano de 1924 e 1925, a edição inicial da disputa teve como vencedor  Alfredo Gomes, atleta do Clube Espéria, em uma época em era permitida apenas a participação de homens. A ideia de se fazer uma prova deste tipo partiu do jornalista Cásper Líbero, que se inspirou numa corrida noturna francesa, em que os competidores carregavam tochas de fogo durante o percurso. Depois de acompanhar o evento em Paris, Cásper Líbero decidiu levar a prova para São Paulo.

O nome da disputa, São São Silvestre, é em homenagem ao papa da Igreja Católica, canonizado também neste dia. Desde sua primeira edição, a corrida nunca deixou de ser realizada, apesar dos vários obstáculos ao longo deste tempo, como a Revolução Constitucionalista (1932) e a Segunda Guerra Mundial.

A Corrida de São Silvestre teve início no ano de 1924, mais precisamente no último dia do ano – 31 de dezembro. O jornalista Cásper Líbero trouxe a idéia da França, onde assistiu uma corrida noturna na qual os competidores carregavam tochas.

Inicialmente apenas os homens podiam participar e o vencedor daquele ano foi Alfredo Gomes, atleta do Clube Espéria. A primeira corrida contou com a participação exclusiva de paulistanos. No ano seguinte já participaram atletas do interior de São Paulo e logo corredores de outros Estados também passaram a competir. Os paulistas, porém, venceram a corrida por 16 anos seguidos!

O recordista de títulos

O maior vencedor da história da São Silvestre é Paul Tergat. O atleta do Quênia obteve uma façanha inédita na prova ao conquistar cinco títulos: 95, 96, 98, 99 e 2000.
A corrida seguiu assim, disputada apenas por homens e brasileiros, até a sua 20ª edição, em 1945. Naquele ano foram convidados atletas chilenos e uruguaios. A partir de então, a corrida foi aberta para atletas do mundo todo e passou a ser chamada de Corrida Internacional de São Silvestre.

Em 1975, outra grande virada. Inspirados no Ano Internacional da Mulher, institucionalizado pela ONU, os organizadores da São Silvestre abriram a corrida para a participação feminina. A primeira mulher a vencer a São Silvestre foi a alemã Christa Valensieck. Durante muitos anos as mulheres correram ao lado dos homens, porém, com classificação diferenciada.

As estrangeiras dominaram a São Silvestre durante longos 20 anos. Talvez a mais conhecida e que tenha o maior destaque tenha sido a portuguesa Rosa Mota, que subiu ao pódio em três ocasiões – 1989, 1990 e 1992. A corredora Carmem de Oliveira escreveu seu nome na história da corrida ao ser a primeira brasileira a vencer a competição, em 1995.

A primeira edição

Apenas 48 atletas participaram da primeira edição da São Silvestre, em 1924. Atualmente, 20 mil corredores disputam a prova.
No decorrer dos anos, diversas alterações aconteceram na São Silvestre. As mulheres, por exemplo, não correm mais ao lado dos homens – as provas masculinas e femininas foram separadas. O percurso inicial de 5, 5 km foi ampliado para 13 km e finalmente para 15 km, atendendo às especificações da Federação Internacional de Atletismo. Vale lembrar que a São Silvestre é considerada uma corrida de rua – para valer como maratona a prova deve conter 42 km.
O horário da São Silvestre também mudou. Até 1988 os corredores cruzavam a linha de chegada por volta de meia-noite. Já a partir do ano seguinte, o horário da corrida mudou – as mulheres passaram a largar às 15 h e os homens às 17 h. Além disso, o sentido do percurso também foi alterado.

Na edição de 2010 as mulheres largaram às 16:30 e o pelotão de elite masculino às 16:47. A novidade deste ano foi a entrega de chips descartáveis que foram colados numa fita e presos no cadarço do tênis. Esses chips não precisam mais ser devolvidos. O kit recebido pelos atletas também veio com uma medalha de participação.

E a prova de 2010 foi bastante especial para nós, brasileiros. Afinal, Marilson Gomes dos Santos foi o grande campeão e pôs fim a um jejum brasileiro que já durava quatro anos. Com o título, o atleta de Brasília tornou-se também o único atleta do Brasil tricampeão da prova em sua fase internacional. Entre as mulheres, o título ficou com a queniana Alice Timbilili – e a brasiileira Simone Alves da Silva ficou em segundo lugar.

Os maiores vencedores da prova são o queniano Paul Tergat (cinco vezes campeão: 1995, 1996, 1998, 1999 e 2000) e a portuguesa Rosa Mota (seis vezes: 1981, 1982, 1983, 1984, 1985 e 1986).

Veja mais fatos históricos nesse dia:

 

1384 – Morre John Wycliffe, filósofo, teólogo e reformista religioso inglês, precursor da Reforma protestante.

1805 – Nasce a escritora francesa Marie de Flavigny, mais conhecida pelo pseudônimo de Daniel Stern.

1851 – Na Áustria, a constituição de 1849 é abolida, resultando num acréscimo de poder imperial no país.

1857 – A rainha Vitória elege Ottawa como capital do Canadá.

1879 – Thomas Edison faz uma demonstração pública de sua lâmpada incandescente nos Estados Unidos.

1913 – O senador Ruy Barbosa retira sua candidatura à presidência do Brasil.

1925 – É realizada em São Paulo a primeira corrida de São Silvestre.

1937 – Nasce o ator britânico Sir Anthony Hopkins.

1940 – Getulio Vargas reafirma a neutralidade do Brasil na Segunda Guerra Mundial.

1946 – O presidente norte-americano Harry Truman proclama oficialmente o fim de hostilidades da Segunda Guerra Mundial.

1955 – A General Motors é a primeira companhia norte-americana a faturar mais de US$ 1 bilhão num ano.

1958 – Ernesto Che Guevara encabeça a ocupação de Santa Clara.

1961 – O Plano Marshall, que liberou mais de US$12 bilhões para a reconstrução da Europa pós-guerra, chega ao fim.

1974 – Pela primeira vez em mais de 40 anos, cidadãos norte-americanos podem comprar e possuir ouro nos Estados Unidos.

1978 – O Ato Institucional nº 5 deixa de vigorar.

1979 – A rainha Isabel II da Inglaterra, nomeia Alfred Hitchcock como cavalheiro da Ordem do Império Britãnico.

1981 – No país africano de Gana, o governo civil do presidente Hilla Limann é derrubado por um golpe de estado militar.

1985 – O traficante de drogas Escadinha foge do presídio de Ilha Grande com um helicóptero durante as visitas de fim de ano.

1986 – Um incêndio no hotel Dupont Plaza em Porto Rico mata 97 pessoas e fere outras 140.

1988 – No Rio de Janeiro o Bateau Mouche IV afunda na Baía de Guanabara matando 55 pessoas.

1995 – O presidente da Argélia Liamine Zeroual indica Ahmed Ouyahia como seu novo primeiro-ministro.

1997 – Michael Kennedy, filho do ex-senador Robert F. Kennedy, morre aos 39 anos num acidente de esqui em Aspen, Colorado.

1999 – O Canal do Panamá passa a ser do Panamá, conforme acordo estabelecido em 1977, quando o canal estava sob domínio americano.

1999 – Milhares de pessoas comemoram a passagem de ano dentro de escritórios por causa do Bug do milênio, que poderia afetar os sitemas informatizados.

Fonte:

Redação Terra

History Channel

Gostou do Post?

Curta e compartilhe a page >>  Cabine do tempo no facebook! e o Twitter do cabine do tempo!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *