Cabine Histórica: Viagem ao passado do dia 30 de Outubro – Benito Mussolini!

Cabine Histórica: Viagem ao passado do dia 30 de Outubro – Benito Mussolini!

Cabine histórica é a nossa viagem com a C.A.T.I.A aos fatos históricos da humanidade e por toda a linha temporal,hoje viajamos para:

O dia 30 de outubro do ano de 1922 quando Benito Mussolini assumia o cargo de primeiro ministro na Itália, levando ao poder do Partido Nacional Fascista (PNF) e selando o fim da democracia liberal. Poucos dias antes, havia ocorrido a “Marcha sobre Roma”, uma grande manifestação fascista, com característica de golpe de estado de direita. O primeiro ministro italiano pediu demissão e, sem oferecer resistência, o rei Vitor Manuel III convidou Mussolini para formar um novo governo. Assim que assumiu o poder, Mussolini começou a compor seu ministério, com poderes absolutos. A ditadura fascista não permitia vozes opositoras e pregava que as ações do governo visavam a melhoria de vida de todas as classes sociais.

Enquanto esteve no poder, Mussolini realizou programas de obras públicas e resolveu a Questão Romana ao concluir o Tratado de Latrão (em que o Vaticano foi criado) entre o Reino de Itália e a Santa Sé. Mussolini também conduziu a Itália à Segunda Guerra para lutar pelo Eixo, com Alemanha e Japão. Ao final de abril de 1945, com a derrota inevitável para os Aliados, tentou fugir para a Suíça, mas foi capturado e executado próximo ao Lago de Como por guerrilheiros italianos. Seu corpo foi levado para Milão onde foi pendurado de cabeça para baixo para exibição pública.

Batizado em homenagem ao revolucionário mexicano Benito Juarez, pelo pai, um misto de socialista e anarquista, Mussolini filiou-se ao Partido Socialista aos 17 anos, tornando-se um militante muito ativo. Em 1901, refugiou-se na Suíça para escapar ao serviço militar obrigatório e peregrinou pelos cantões do país, sendo com freqüência expulso de onde se exilava devido à militância anticlerical e antimilitarista.

Em 1904, beneficiando-se de uma anistia, regressou à Itália, prestou o serviço militar e logo tornou-se um expoente do Partido Socialista, cujo jornal, “L’Avanti”, fundou e dirigiu. Com a explosão da Primeira Guerra Mundial, defendeu por um tempo a posição contrária à intervenção no conflito, mas acabou mudando de idéia e, por considerar a guerra uma oportunidade para incitar as massas à revolução, acabou expulso do Partido.

Fundou, em 1919, uma nova publicação, “Il popolo d’Italia” e os grupos de combate a que chamou de “Fasci”. A palavra significa “feixe” e alude a um feixe de lenha cujos galhos, isolados, podem ser quebrados, mas não quando estão unidos. O feixe de lenha, usado como cabo de um machado, foi um dos símbolos da Roma antiga. Os grupos de Mussolini reuniam elementos heterogêneos cujas posições políticas iam da esquerda radical ao nacionalismo.

O fascismo cresceu à medida que a situação socioeconômica da Itália se deteriorava. Em 1922, os fascistas promoveram uma “marcha sobre Roma”, que levou Mussolini ao poder, recebendo do rei, Vitório Emanuel, o encargo de formar um novo governo. Nos dois anos seguintes, a Itália continuou uma monarquia parlamentarista, mas os fascistas já usavam meios violentos para reprimir seus adversários. Em 1925, Mussolini estabeleceu o regime ditatorial, tornando-se o “duce” (condutor) do país.

Inicialmente, Mussolini aparentava ser um líder anticomunista e, nesse sentido, agradava às potências ocidentais, como a França e a Inglaterra.

Em 1936, porém, deu início a uma política expansionista na África e invadindo a Etiópia. Com isso, acabou por aproximar-se da Alemanha de Hitler – cujas idéias se baseavam nas de Mussolini. Em 1939, ambos os países firmaram uma aliança, conhecida como “Eixo”. No ano seguinte, Mussolini colocaria a Itália na guerra, contra a opinião de seus colaboradores mais próximos e malgrado o fato de seu país não estar preparado para o conflito.

Seus fracassos militares deram alento às forças anti-fascistas na Itália. Em 1943, foi deposto e preso pelo rei. Foi libertado, porém, por paraquedistas alemães e levado para junto de Hitler, onde proclamou a fundação do Partido Fascista Republicano. Sob total dependência de Hitler, voltou à Itália e, em Saló, fundou a República Social Italiana (setembro de 43).

Não teve forças para sustentá-la, porém, e a própria Alemanha já não tinha como dar-lhe grande apoio, pois se retirava da Itália, invadida pelos aliados. Mussolini tentou fugir para a Alemanha, juntamente com sua amante, Clara Petacci, disfarçado de soldado alemão. O caminhão em que viajava, porém, foi detido, por homens da resistência italiana e o ditador reconhecido. Mussolini e a amante foram executados e seus corpos, pendurados de cabeça para baixo, ficaram expostos à execração pública.

Saiba mais sobre Mussolini no documentário abaixo:

Veja mais fatos históricos nesse dia:

701 – É eleito o Papa João VI
942 – É eleito o Papa Marino II
1340 – Atribuída ao processo de Reconquista cristã, os reis de Castela e Portugal uniram-se na Batalha do Salado contra os mouros
1431 – É assinado em Medina del Campo o tratado de paz entre Castela e Portugal que põe fim ao conflito iniciado em 1383
1470 – Henrique VI de Inglaterra é reinvestido como rei, após a vitória do seu general Ricardo Neville, Conde de Warwick sobre Eduardo IV de Inglaterra
1500 – D. Manuel I casa-se com Maria de Aragão
1537 – Prazo para todos os moradores de Genebra se pronunciarem quanto à sua religião (veja João Calvino)
1889 – Casamento de Alberto I, Príncipe do Mónaco, com a norte-americana Marie Alice Heine
1905 – O tzar Nicolau II lança o Manifesto de Outubro prometendo uma constituição representativa
1925 – Primeira exibição de imagens em movimento na televisão
1938 – Uma adaptação para o rádio do romance de ficção científica A Guerra dos Mundos, de H.G. Wells, dirigida por Orson Welles, é transmitida em Nova York, causando pânico na população, que achou que a Terra estava realmente sendo invadida por extraterrestres
1945 – Índia é admitida como Estado-Membro da ONU
1961 – A URSS detona a maior bomba nuclear da história (a Tsar bomba, com 57 megatons) na ilha russa de Novaya Zemlya
1967 – Bondes elétricos são extintos no bairro de Campo Grande
1969 – Anos de Chumbo: o general Médici assume a Presidência da República
1973 – Criada a SEMA (Secretaria do Meio Ambiente) no Brasil. Órgão que mais tarde formará o IBAMA
1978 – Mórmons dedicam o Templo de São Paulo, o primeiro no Brasil
1988 – Ayrton Senna vence em Suzuka, no Japão, o seu primeiro campeonato mundial de Fórmula 1
1995 – França faz lançamento bem sucedido do foguete Ariane 5
1995 – Separatistas perdem no plebiscito pedindo a independência de Quebeque do Canadá
1997 – Bill Berry deixa a banda REM
2001 – Michael Jackson lança o álbum de estúdio Invincible, que bate recorde na semana de lançamento
2003 – O CPOR de São Paulo é homenageado pelo Conselho da Ordem do Ministério Público Militar, que concedeu a Ordem do Mérito Público Militar
2007 – A FIFA escolhe o Brasil como país-sede da Copa do Mundo de 2014, encerrando o rodízio de continentes adotado pela entidade

Fonte:

Redação Terra

History Channel

Gostou do Post?

Curta e compartilhe a page >> Cabine do tempo no facebook! e o Twitter do cabine do tempo!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *