Cabine Histórica: Viagem ao passado do dia 26 de Abril – Dalai Lama

Cabine Histórica: Viagem ao passado do dia 26 de Abril – Dalai Lama

Cabine histórica é a nossa viagem com a C.A.T.I.A aos fatos históricos da humanidade e por toda a linha temporal,hoje viajamos para:

O dia 26 de abril de 2006, quando o líder religioso Dalai Lama deu início à terceira visita ao Brasil. Anteriormente, ele havia visitado o país em 1992 e 1999. Em sua estada no país, ele falou em São Paulo para um público de seis mil pessoas sobre o “Poder da Compaixão”. Dalai Lama também fez uma celebração inter-religiosa em parceria com a Arquidiocese de São Paulo na praça da Sé.

Segunda a tradição do Tibet, os dalai lamas são reconhecidos como a reencarnação do príncipe Chenrezig, o Avalokitesvara, o portador do lótus branco, que representa a compaixão, ou mais simplesmente como uma das reencarnações de Buda. Sua Santidade, o dalai lama, é o líder temporal e espiritual do povo do Tibete.

Tenzin Gyatzo , o 14º dalai lama, nasceu numa família de camponeses. Aos dois anos foi reconhecido como sendo a reencarnação do 13º dalai lama, que o precedeu, segundo a tradição tibetana.

Iniciou seus estudos aos seis anos. Mudou-se para Lhasa, a capital do Tibete, passando a residir no Palácio de Potala, onde iniciou um longo preparo para sua missão. Em Lhasa realizou seus estudos preparatórios de história e filosofia e tornou-se líder espiritual do Tibete.

Com a invasão do Tibete pela China, em 1950, o dalai lama tornou-se chefe de Estado, passando a liderar as negociações pela soberania do Tibet. Aos 24 fez seus exames preliminares nas três universidades monásticas: Drepung, Sera e Gandre. No ano seguinte concluiu o doutorado em filosofia budista.

Ao contrário de seus predecessores, o dalai lama estabeleceu contato com dirigentes e líderes religiosos de todos o mundo. Após uma fracassada rebelião nacionalista, em 17 de março 1959, o dalai lama fugiu para o exílio, na Índia. Foi seguido por 80 mil tibetanos.

A partir de 1960, o dalai lama passou a residir na cidade de Dharamsala, na Índia, que se tornou a sede do governo tibetano no exílio. A cidade ficou conhecida como “pequena Lhasa”.

Durante os vinte anos seguintes, o dalai lama encetou esforços para encontrar uma solução pacífica para a independência do Tibete, embora o governo tibetano no exílio e o governo da China não mantivesem relações diplomáticas. A partir de 1980, uma série de esforços diplomáticos foram realizados no sentido de favorecer a reaproximação entre os dois governos.

Em 1987 o dalai lama elaborou um plano de paz de cinco pontos para a libertação do Tibete, que foi rejeitado pelo governo chinês. O dalai lama tornou-se uma personalidade mundial, representando o esforço de paz entre os homens. Em 1989 recebeu o Prêmio Nobel da Paz.

Veja mais fatos históricos nesse dia:

1544 – O capitão espanhol Domingo Martínez de Irala é proclamado governador do Paraguai após prender Núñez Cabeza de Vaca, que vinha ocupando o posto.
1711 – Nasce David Hume, filósofo escocês.
1731 – Morre Daniel Defoe, escritor inglês.
1798 – Nasce Eugenio Delacroix, pintor francês.
1828 – A Rússia declara guerra contra a Turquia por uma suposta violação do tratado de Ackermann.
1845 – Começa a ser publicado O Paraguaio Independente, primeiro jornal impresso no Paraguai.
1856 – Nasce Henri Philippe Petain, presidente da França durante a ocupação alemã.
1889 – Nasce Ludwig Wittgenstein, filósofo austríaco.
1894 – Nasce Rudolf Hess, militar e político alemão.
1910 – Morre Bjornstjerne Bjornson, escritor norueguês.
1915 – Primeira Guerra Mundial: é selado um acordo secreto entre os aliados e a Itália, que oferece a este país compensações territoriais caso ele declare guerra contra a Áustria.
1916 – Nasce Morris West, escritor australiano.
1918 – A Alemanha e o governo soviético estabelecem relações diplomáticas.
1924 – É publicado O Processo, a primeira das grandes novelas de Franz Kafka.
1925 – Os alemães elegem o marechal Paul von Hindenburg como presidente da República.
1933 – Nasce Arno Allan Penzias, cientista norte-americano, vencedor do Prêmio Nobel de Física de 1978.
1946 – Morre Hermann A. Keyserling, filósofo alemão.
1954 – Começa, em Genebra, uma conferência sobre Indochina.
1957 – O Egito proíbe a passagem pelo canal de Suez aos navios de guerra israelenses.
1973 – Paraguai e Brasil firmam um tratado que permite a construção da hidroelétrica de Itaipú, a mais potente do mundo, no rio Paraná, limite entre os dois países.
1984 – Morre Count Basie, músico norte-americano de jazz.
1986 – Um grave acidente acontece na central nuclear de Chernobil, no norte da Ucrânia (URSS), causando grandes danos materiais e deixando muitas pessoas feridas.
1989 – Morre Lucille Ball, atriz norte-americana.
1990 – O rei da Espanha entrega ao escritor paraguaio Augusto Roa Bastos o Prêmio Cervantes de Literatura.
1990 – Carlos Pizarro, candidato à presidência da Colômbia pelo partido M-19, é assassinado.
1992 – Fortes terremotos atingem o norte da Califórnia, nos Estados Unidos, e causam 53 mortes.
1994 – O Conselho Nacional Africano, de Nelson Mandela, ganha as primeiras eleições multirraciais da África do Sul com 62,6% dos votos, contra 20,4% do governante do Partido Nacional.
1999 – Morre Al Hirt, músico norte-americano.

Fonte:

Redação Terra

History Channel

Gostou do Post?

Curta e compartilhe a page >>  Cabine do tempo no facebook! e o Twitter do cabine do tempo!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *