Cabine Histórica: Viagem ao passado do dia 25 de Novembro – Dia Mundial para a Eliminação da Violência contra a Mulher!

Cabine Histórica: Viagem ao passado do dia 25 de Novembro – Dia Mundial para a Eliminação da Violência contra a Mulher!

Cabine histórica é a nossa viagem com a C.A.T.I.A aos fatos históricos da humanidade e por toda a linha temporal,hoje viajamos para:

O dia da criação do Dia Mundial para a Eliminação da Violência contra a Mulher foi proclamada pela Organização para as Nações Unidas (ONU) no dia 25 de novembro de 1999 com o apoio de mais de 60 governos. O objetivo de estabelecer uma data para esta causa foi o de que os governos e a comunidade internacional realizem ações concretas para acabar com a violência contra a mulher. Dependendo de cada país, entre 25% a 75 % das mulheres são maltratadas fisicamente em seu lar. Na Espanha a cada semana morre uma mulher assassinada por seu marido, companheiro ou noivo e 600 mil espanholas confessam haver sofrido maus tratos alguma vez em sua vida.

Mensagem do Secretário-Geral das Nações Unidas, Ban Ki-moon, para o Dia Internacional para a Eliminação da Violência contra a Mulher – 25 de novembro de 2011.

A violência contra mulheres e meninas tem muitas formas e é generalizada em todo o mundo. Ela inclui estupro, violência doméstica, assédio no trabalho, abusos na escola, mutilação genital e a violência sexual em conflitos armados. Ela é predominantemente causada por homens. Seja em países desenvolvidos ou em desenvolvimento, a perversidade desta violência deve chocar a todos. A violência – e, em muitos casos, a simples ameaça da mesma – é uma das barreiras mais significantes para a plena igualdade das mulheres.

O direito das mulheres e meninas de viverem livres da violência é inalienável e fundamental. Ele está consagrado nos direitos humanos internacionais e nas leis humanitárias. E ele está no centro da minha campanha UNA-SE pelo fim da violência contra as mulheres. Desde seu lançamento, em 2008, a campanha mobilizou governos, a sociedade civil, o setor corporativo, atletas, artistas, mulheres, homens e jovens em todo o mundo. A plataforma de mobilização social “Diga Não – UNA-SE” registrou mais de dois milhões de atividades em todo o mundo – de passeatas a campanhas de conscientização pública, da defesa do legislativo à ajuda para as vítimas.

Muitas destas atividades receberam apoio do Fundo Fiduciário das Nações Unidas para Eliminar a Violência contra a Mulher. Desde que foi inaugurado, 15 anos atrás, o Fundo entregou doações equivalentes a 77 milhões de dólares para 339 iniciativas em 126 países e territórios. Nós gostaríamos que o Fundo fosse capaz de fazer ainda mais, mas a demanda por apoio continua ultrapassando os recursos. Só neste ano, o Fundo recebeu mais de 2.500 aplicações pedindo quase 1,2 bilhão de dólares. Eu peço a todos os nossos parceiros que nos ajudem a atender estas vastas necessidades não supridas.

Nosso desafio é assegurar que a mensagem de “tolerância zero” seja ouvida em todas as partes. Para fazer isso, precisamos engajar toda a sociedade – especialmente os jovens. Em particular, jovens homens e garotos devem ser incentivados a se tornarem os defensores que precisamos. Nós precisamos promover modelos saudáveis de masculinidade. Muitos homens jovens ainda crescem cercados por estereótipos masculinos ultrapassados. Ao falar com amigos e colegas sobre a violência contra mulheres e meninas, e ao agir para acabar com a mesma, eles podem ajudar a quebrar o comportamento enraizado de gerações.

Neste Dia Internacional, eu peço aos governos e seus parceiros em todo o mundo que aproveitem a energia, as ideias e a liderança dos jovens para nos ajudar a por fim a esta violência pandêmica. Só então nós teremos um mundo mais justo, pacífico e equitativo.

Toda a equipe do cabine é totalmente contra qualquer tipo de violência inclusive contra as mulheres avatares do amor que jamais deveriam ser machucadas ou magoadas então se você cabineira está sendo vitima de violência, denuncie!

Veja mais fatos históricos nesse dia:

 

1641 – Inicia-se a invasão holandesa no Maranhão ordenada por Maurício de Nassau.

1820 – O capitão Juan Pascual Pringles enfrenta as esquadras peruanas na batalha de Chancay.

1844 – Nasce Karl Benz, industrial alemão.

1867 – Alfred Nobel, químico sueco e originário do prêmio Nobel, inventa a dinamite.

1881 – Nasce Angelo Giuseppe Roncalli, o papa Joao XXIII.

1885 – Morre Alfonso XII, rei da Espanha.

1897 – O governo espanhol decreta autonomia à Cuba.

1915 – Nasce o general chileno Augusto Pinochet, ditador chileno.

1922 – Benito Mussolini, primeiro ministro do novo governo de coalizão da Itália, recebe plenos poderes do parlamento.

1926 – Benito Mussolini, fundador do fascismo italiano e chefe do governo, fecha jornais antifascistas e estabelece a pena de morte na Itália.

1949 – Israel e Jordânia não aceitam a internacionalização de Jerusalém.

1954 – Depois da reunião do Diretório Nacional, o Partido Social-Democrata do Brasil lança a candidatura de Juscelino Kubitschek para a Presidência da República.

1955 – Nereu Ramos, presidente em exercício, decreta Estado de sítio, que vigora até a posse de Juscelino Kubitschek.

1963 – Os restos mortais do presidente americano John F. Kennedy são enterrados no cemitério de Arlington, em Washington.

1964 – O 4° Salão do Automóvel comemora a marca de um milhão de veículos produzidos no Brasil.

1970 – A Câmara dos Deputados autoriza a cremação dos cadáveres dos que manifestassem expressamente essa vontade.

1970 – O escritor japonês Yukio Mishima comete o harakiri, o suicídio dos samurais. Ele sentia-se humilhado pela derrota do Japão na Segunda Guerra Mundial e pretendia resgatar os costumes tradicionais japoneses.

1971 – A Dinamarca e a Noruega tornam-se os primeiros membros da OTAN a estabelecer relações diplomáticas com o Vietnã do Norte.

1972 – O Golpe militar derruba o presidente grego George Papadopoulos.

1974 – A Petrobrás descobre jazida de petróleo na bacia de Campos, no Rio de Janeiro.

1974 – O Exército Republicano Irlandês, o IRA, é considerado ilegal depois que um atentado à bomba mata 21 pessoas.

1979 – O Egito recupera os poços petrolíferos de Sinai após acordos de Camp David com Israel.

1984 – Realizadas as primeiras eleições democráticas no Uruguai após onze anos de ditadura.

1990 – O Japão adianta-se ao resto do mundo e começa a emitir a programação regular de TV em alta definição.

1992 – O parlamento tcheco vota a favor da divisão do país em duas repúblicas independentes: a República Checa e a Eslováquia.

1996 – Darcy Alves Pereira, assassino do sindicalista Chico Mendes, é preso depois de ficar mais de três anos foragido.

1996 – Um promotor público denuncia onze policiais civis de São Paulo por tortura e constrangimentos contra onze rapazes e um segurança. Os policiais atuavam na resolução do caso do bar Bodega, em que uma estudante e um dentista foram assassinados.

1998 – A Corte dos Lordes de Londres anula a decisão que reconhecia a imunidade do ex-ditador chileno Augusto Pinochet, acusado de crimes durante a ditadura militar no país.

Fonte:

Redação Terra

History Channel

Gostou do Post?

Curta e compartilhe a page >>  Cabine do tempo no facebook! e o Twitter do cabine do tempo!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *