Cabine Histórica: Viagem ao passado do dia 13 de Abril – Doutor Morte!

Cabine Histórica: Viagem ao passado do dia 13 de Abril – Doutor Morte!

Cabine histórica é a nossa viagem com a C.A.T.I.A aos fatos históricos da humanidade e por toda a linha temporal,hoje viajamos para:

O dia 13 de Abril de 1999 quando o médico americano, Jack Kevorkian, conhecido como Doutor Morte, é condenado a 25 anos de prisão. Ele foi acusado de praticar a eutanásia em 130 pacientes terminais.

Jack Kevorkian, conhecido popularmente como “Dr. Morte”, nasceu em 26 de maio de 1928, em Detroit, Estados Unidos.

Ele concluiu seus estudos em 1952, tornando-se médico patologista; seguindo tal ofício até o fim da década de 1970, quando também teve a oportunidade de trabalhar como chefe dessa área, no Hospital Geral de Saratoga, nesta mesma cidade.

Desde a sua residência, esse médico já indicava algumas ideias diferenciadas no que diz respeito à morte. Ele, por exemplo, sugeria a reutilização de órgãos e tecidos de pacientes já falecidos em pessoas com problemas de saúde específicos, causando uma reação negativa da parte de seus colegas e superiores. Além disso, dizem algumas fontes que ele buscou permissão das autoridades para fazer experimentos com pessoas condenadas à pena de morte, sem sucesso.

Foi, no entanto, na década de 80 que Jack passou a ter significativa notoriedade; ajudando – em sua concepção – doentes terminais a encerrarem sua dor, por meio do suicídio assistido. Tal procedimento consiste em auxiliar outra pessoa, consciente, a alcançar o óbito, de forma indolor, e por conta própria. Assim, é diferente da eutanásia, já que esta é praticada pelo médico ou por outro indivíduo que não seja a pessoa em questão, uma vez que o doente geralmente se apresenta inconsciente, não sendo capaz de, naquele momento, manifestar-se favorável ou não ao procedimento.

Desde então, Kevorkian passou a lutar pelo direito dessa prática. Em 1988, construiu a “máquina de clemência”, que permitia com que tal fato fosse consumado ao acionar um botão, liberando fármacos no organismo do paciente. Ao perder sua licença médica, em 1991, ele passou a utilizar o monóxido de carbono como instrumento para propiciar a morte de tais pessoas.

Por mais de três vezes, Dr. Morte foi julgado por praticar e defender tais atos, não resultando em consequências significativas. No entanto, em 1998, foi acusado por homicídio, por provocar diretamente a morte de um paciente, Thomas Youk, incapaz, fisicamente, de ministrar os fármacos letais por conta própria (na bioética, tal procedimento é denominado eutanásia ativa); e, ainda, filmar e permitir a projeção de tal vídeo na tevê. Assim, foi condenado a 25 anos de prisão, com direito à liberdade condicional a partir de 2007. Neste ano, como condição de conquistar tal direito, teve que se comprometer a não auxiliar em mais suicídios.

Na madrugada de três de junho de 2011, aos 83 anos, na região de Detroit, Jack Kevorkian veio a óbito, no William Beaumnt, hospital da sua cidade natal; em consequência do alojamento de um coágulo em seu coração. Ele estava internado ali há cerca de um mês, em decorrência, principalmente, de problemas renais e complicações do diabetes.

Segundo um amigo, a morte foi “tranquila” e ele não sofreu dor.

No dia 28 de outubro de 2011, sua máquina de suicídio foi a leilão em Nova York por mais de US$ 200 mil.

As opiniões se dividem. Por um lado, alguns acreditam que Jack Kevorkian se trata de um criminoso. Por outro, é considerado uma pessoa sensível à situação de pessoas que se encontravam em condições extremas – ideia reforçada pelo fato de ele nunca haver cobrado por tal assistência. De qualquer forma, suas atitudes nos convidam a refletir sobre questões que desafiam a medicina, a bioética, as leis, as religiões, a filosofia, a ciência, e a sociedade como um todo; uma vez que envolvem questões de grande sofrimento físico e psíquico, fatores econômicos, dentre outros aspectos de grande relevância.

Veja mais fatos históricos nesse dia:

1742 – É feita a primeira interpretação de O Messias, de Haendel, em Dublin.
1743 – Nasce Thomas Jefferson, terceiro presidente dos Estados Unidos.
1813 – A Assembléia Geral Constituinte do Rio da Plata decreta um novo cunho para a moeda, sustituindo os bustos dos reis da Espanha pelas armas das Províncias Unidas do Rio da Plata.
1813 – O general José Gervasio Artigas envia a Buenos Aires suas famosas Instruções, um programa que representava uma interpretação do movimento revolucionário que queria a independência da América.
1829 – O Parlamento Inglês concede liberdade religiosa aos católicos.
1831 – O imperador do Brasil, Dom Pedro I, embarca em uma viagem para a Europa, após firmar sua abdicação ao trono brasileiro.
1849 – É proclamada a República da Hungria.
1865 – As tropas paraguaias ocupam a região de Corrientes, na Argentina, por ordem do presidente Francisco Solano López.
1917 – O Brasil confisca navios alemães ancorados em seus portos.
1919 – O exército britânico destrói uma cidade sagrada da Índia e executa pessoas que protestavam contra as novas leis impostas pelo império.
1924 – Nasce Stanley Donen, cineasta norte-americano.
1941 – Durante a Segunda Guerra Mundial, o Japão e a União Soviética assinam um pacto de não agressão.
1943 – O presidente Franklin Roosevelt inaugura o Jefferson Memorial, onde são enterrados os presidentes dos Estados Unidos.
1943 – É descoberta, em Katyn (URSS), uma fossa com cadáveres de 4 mil oficiais poloneses executados pelos russos que faziam parte dos prisioneros de 1939.
1944 – O governo da Carolina do Sul ignora o direito ao voto dos negros, apesar de uma sentença do Tribunal Supremo dos EUA dando este direito.
1949 – Iniciam-se os diálogos de paz entre comunistas e nacionalistas chineses.
1964 – Sidney Poitier torna-se o primeiro negro a receber o Oscar de melhor ator, por Lilies of the Field.
1975 – Começa a guerra civil no Líbano, que durou 15 anos.
1980 – Um raio atinge um avião no Brasil, causando a morte de 54 pessoas.
1984 – A moeda boliviana desvaloriza-se 300% em relação ao dólar.
1986 – O Papa João Paulo II visita uma sinagoga em Roma, primeira visita papal registrada à uma sinagoga.
1986 – O circuito automobilístico de Jerez de la Frontera (em Cádiz) é inaugurado, com a disputa de um Grande Prêmio de Fórmula 1. O vencedor da corrida é o brasileiro Ayrton Senna.
1998 – Nasce na Escócia a ovelha Bonnie, a primeira cria de Dolly, a ovelha clonada.
1998 – Os dez seqüestradores do empresário Abílio Diniz entram em greve de fome, exigindo que os estrangeiros fossem expulsos do país, e que o único brasileiro pudesse cumprir a pena em liberdade. Em 1999, os estrangeiros foram extraditados para suas terras-natais e o brasileiro, transferido para o Ceará, onde conseguiu a condicional.
1999 – O médico americano, Jack Kevorkian, conhecido como Doutor Morte, é condenado a 25 anos de prisão. Ele foi acusado de praticar a eutanásia em 130 pacientes terminais.

Fonte:

Redação Terra

History Channel

Gostou do Post?

Curta e compartilhe a page >> Cabine do tempo no facebook! e o Twitter do cabine do tempo!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *