Cabine Histórica: Viagem ao passado do dia 06 de Fevereiro – Bob Marley!

Cabine Histórica: Viagem ao passado do dia 06 de Fevereiro – Bob Marley!

Cabine histórica é a nossa viagem com a C.A.T.I.A aos fatos históricos da humanidade e por toda a linha temporal,hoje viajamos para:

O dia 6 de fevereiro de 1945 quando nascia em Nine Mile, na Jamaica, Robert Nesta Marley, mundialmente conhecido como Bob Marley. Considerado um ídolo a altura de Elvis Presley ou John Lennon, ele é o mais famoso músico de reggae de todos os tempos.

Por conta de sua adolescência difícil em uma favela em Kingston, capital jamaicana, Bob Marley desenvolveu um ponto de vista bastante crítico sobre os problemas sociais e seu trabalho faz muitas referências à questão da pobreza e da opressão. Bob foi casado com Rita Marley, mãe de quatro de seus 12 filhos (dois deles adotados). Entre eles estão Ziggy e Stephen Marley, que deram sequência ao legado musical do pai na banda Melody Makers. Outros filhos, Kymani, Julian e Damian (Jr. Gong) também seguiram no meio musical.

Bob Marley, provavelmente, é mais conhecido pelo seu trabalho com o grupo The Wailers, que contava com os excelentes músicos Bunny Wailer e Peter Tosh. Em 1971, Bob assinou com o selo Island Records. Quatro anos depois, com “No Woman, No Cry”, ele ganhou fama mundial. No ano seguinte, em 1976, o músico, sua esposa e seu empresário sofreram um atentado a bala, na casa de Bob Marley, em Kingston. O tiroteio teria motivações políticas, já que alguns dias depois estava agendado um show gratuito de Bob Marley em evento que foi interpretado como gesto de apoio ao então primeiro-ministro Michael Manley. Em julho de 1977, Bob Marley descobriu uma ferida no dedão de seu pé direito, que não cicatrizava e que resultou na queda de sua unha.

Marley descobriu que estava com um tipo de câncer de pele, e os médicos o aconselharam a amputar o dedo. O músico se recusou por conta dos seus princípios rastafáris em que não se deve cortar ou amputar qualquer parte do corpo. Alguns anos de morrer, em 1977, Marley teria se convertido aos cristianismo e decidido que seu corpo deveria ser cuidado. A esta altura, contudo, o câncer havia se espalhado – estava no seu cérebro, pulmão e estômago.

Durante uma turnê no verão de 1980, Marley desmaiou enquanto corria no Central Park, em Nova York. Depois disso, foi fazer um tratamento na Alemanha, que acabou não dando resultado. Por conta da doença, o astro da música morreu aos 36 anos, no dia 11 de maio de 1981, em Miami, nos Estados Unidos. Após a sua morte, a data de seu aniversário, no dia 6 de fevereiro, foi decretada feriado nacional na Jamaica.

Veja mais fatos históricos nesse dia:

1778 – Assinado em Paris o tratado de aliança entre a França e os patriotas dos futuros Estados Unidos, que favoreceu a independência americana.

1852 – O ditador Juan José Rosas abandona Buenos Aires em um navio inglês e foge para a Europa.

1900 – O Senado dos Estados Unidos ratifica a decisão da Conferência de Paz de Haya sobre a criação de um Tribunal Penal Internacional.

1904 – Inesperadamente, o Japão rompe suas relações diplomáticas com a Rússia.

1911 – Nascimento de Ronald Reagan, ator, ex-presidente dos EUA.

1919 – Nascimento de Zsa Zsa Gabor, atriz americana.

1922 – Estabelecido em Washington o Tratado das Nove Potências, destinado a que se respeite a independência e a integridade territorial e administrativa da China.

1923 – Morre Augusto Bernardino Leguía, ex-presidente do Peru.

1940 – II Guerra Mundial: o conselho de guerra franco-britânico acerta o fim do embargo à Narvik, o apoio à Finlândia e a ocupação da mina de ferro de Gallivare (Suécia).

1941 – O general Erwin Rommel é nomeado chefe das Afrika Korps, tropas especiais alemãs destinadas a operar no norte da África.

1945 – Começa em Londres a Conferência Sindical Mundial.

1952 – Morre o Rei Jorge VI da Inglaterra, aos 57 anos. Sua sucessora no trono é a filha mais velha, Isabel.

1956 – Protestos nos Estados Unidos pelo ingresso da primeira estudante negra na Universidade do Alabama.

1960 – O Governo da Espanha garante direitos de concessão a seis companhias norte-americanas para explorar eventuais descobrimentos petrolíferos no Saara espanhol.

1965 – O primeiro ministro soviético, Alexei Kosygin, é recebido no Vietnã do Norte pelo presidente Ho Chi-Minh.

1966 – José Joaquín Trejos é eleito presidente da Costa Rica.

1972 – Anastasio Somoza é reeleito presidente da Nicarágua depois de eleições fraudulentas.

1973 – O Governo argentino proíbe ao ex-presidente Perón retornar ao país.

1977 – Referéndum no Paraguai, que ratifica como presidente vitalício o general Stroessner.

1979 – Condenado à forca o ex-primeiro ministro paquistanês Ali Bhutto.

1981 – Forças governamentais de El Salvador desencadeiam uma ofensiva contra a guerrilha.

1984 – Beirute é ocupada pelas milícias cristãs.

1985 – É inaugurada em Santo Domingo, na República Dominicana, uma Conferência de Ministros de Finanças e Relações Exteriores dos países endividados da América Latina.

1988 – Os presidentes argentino e brasileiro, Raúl Alfonsín e José Sarney, respectivamente, se reúnem em Colônia no Uruguai, com o presidente Sanguinetti, para convidar o país a integrar o projeto de mercado comum entre Brasil e Argentina.

1989 – 30 mil soldados soviéticos abandonam o Afeganistão, enquanto a capital, Cabul, mergulha no caos.

1991 – Morre Salvador D. Luria, cientista americano de origem italiana, vencedor do prêmio Nobel de Medicina de 1969.

1993 – Bélgica se converte em Estado Federal.

1994 – O social-democrata Martti Ahtisaari ganha as eleições presidenciais na Finlândia.

1997 – Queda do presidente equatoriano Abdalá Bucaram, declarado “incapaz mental” para governar pelo Congresso, o que causou um tremendo protesto popular no dia seguinte.

1999 – Inaugurada em Rambouillet, na França, a conferência de paz sobre Kosovo.

2000 – A social-democrata Tarja Halonen vence as eleições presidenciais finlandesas e se torna a primeira mulher que ocupa o cargo em 82 anos de independência da República da Finlândia.

2001 – O líder ultranacionalista do partido Likud, Ariel Sharon, vence as eleições em Israel.

Fonte:

Redação Terra

History Channel

Gostou do Post?

Curta e compartilhe a page >>  Cabine do tempo no facebook! e o Twitter do cabine do tempo!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *