Cabine Histórica: Viagem ao passado do dia 03 de Novembro – Laika!

Cabine Histórica: Viagem ao passado do dia 03 de Novembro – Laika!

Cabine histórica é a nossa viagem com a C.A.T.I.A aos fatos históricos da humanidade e por toda a linha temporal,hoje viajamos para:

O dia 3 de novembro de 1957 quando a cadela russa Laika entrou para a história como o primeiro ser vivo terrestre a orbitar o planeta Terra. Ela foi lançada ao espaço a bordo da nave soviética Sputnik II, um mês depois do lançamento do satélite Sputnik I, o primeiro objeto artificial a entrar em órbita. Laika é o nome russo para várias raças de cães similares ao husky. A sua raça verdadeira é desconhecida. Laika morreu entre cinco e sete horas depois do lançamento, bem antes do planejado. A causa de sua morte, revelada décadas depois do voo, foi, provavelmente, uma combinação de estresse e o superaquecimento, talvez ocasionado por uma falha no sistema de controle térmico da nave. Apesar disso, a experiência demonstrou ser possível para um animal suportar as condições de microgravidade, o que abriu o caminho para o envio de humanos em voos espaciais.

Recolher um jovem cão de rua e treiná-lo para uma experiência pública de progresso, que o matará em poucas horas, em condições inóspitas, solitárias, imprevisíveis, apavorantes e sem chance de sobrevivência, lhe parece cruel? Pois foi isso que aconteceu com Laika, uma cadela vira-lata de aproximadamente 2 anos de idade, 6 kg e sem dono, encontrada nas ruas de Moscou.

A história de Laika começa em 14 de outubro de 1957, dez dias após o primeiro satélite artificial (Sputnik 1) ser colocado em órbita, quando, para se provar ao mundo o poder da União Soviética, se ordenou que fosse lançado um satélite com um ser vivo a bordo em comemoração aos 40 anos da Revolução Russa.

Laika passou então a fazer parte de um grupo de dez cães treinados por Oleg Gazenko, no Instituto de Medicina da Força Aérea, para vôos espaciais. Somente três cadelas, Albina, Laika e Mukha, foram escolhidas para passar por treinamentos intensos e estressantes de resistência a vibrações (simulador de vôo), acelerações, cargas G em máquinas centrífugas, altos ruídos e permanência em compartimentos cada vez menores, por até 20 dias. A escolha de fêmeas se deu, entre outros fatores, pelo fato de que, ao contrário dos machos, elas não têm a necessidade de ficar em pé e erguer uma perna para urinar, o que era impossível de ser realizado na pequena cabine pressurizada destinada ao cão dentro da nave. Dentre as três, Laika foi escolhida por sua personalidade tranqüila e paciente.

No dia 3 de novembro de 1957 (2 de novembro, no Brasil) é lançado então o Sputnik 2, na Rússia, com Laika a bordo. Fixada ao chão da nave com uma espécie de cadeira que a impedia de se movimentar e equipada com um recipiente para armazenar seus excrementos, Laika começa a uivar apavoradamente devido ao barulho ensurdecedor e às vibrações do lançamento. Seu ritmo cardíaco dispara e chega a três vezes acima do normal.

Moscou afirmava ao mundo que em poucos dias Laika retornaria numa cápsula espacial ou em um pára-quedas. Mas apesar do que era divulgado, Moscou sabia, desde o início, que Laika não retornaria com vida de sua missão, pois o Sputnik 2 não possuía tecnologia para regressar à Terra.

Então, depois de várias especulações sobre o assunto, finalmente foi feito o anúncio oficial de que Laika não mais voltaria, mas morreria sem dor no espaço, após uma semana.

Deste momento em diante, muitas versões para a morte da solitária tripulante foram apresentadas, inclusive de que que Laika teria morrido após cerca de 10 dias em órbita, através de uma injeção letal. Mas foi somente em 2002, quarenta e cinco anos depois, que Dimitri Malashenkov, um dos cientistas da equipe na época, revelou que Laika morreu devido a um problema na desacoplagem de uma parte do satélite que interrompeu o sistema de controle térmico e, consequentemente, elevou a temperatura interna do Sputinik 2 para 40ºC.

Submetida a um cenário de pânico, calor extremo e desespero, Laika finalmente morreu, entre cinco e sete horas depois do lançamento.

O Sputnik 2 deu 2.570 voltas ao redor da Terra, cerca de 100 milhões de quilômetros, até consumir-se na atmosfera com os restos mortais de Laika, no dia 14 de abril de 1958.

Apesar de sua morte, os cientistas afirmaram que a viagem de Laika possibilitou o conhecimento da reação de um ser vivo em órbita e, conseqüentemente, deu início aos vôos espaciais tripulados por seres humanos.

Laika foi o primeiro ser vivo terrestre a orbitar a Terra. Após sua missão, nenhuma outra foi realizada sem que se tivesse a possibilidade tecnológica de retorno do animal.

Ainda nos dias atuais a história de Laika emociona milhares de pessoas pelo mundo. Desde 1997 Laika possui sua placa em Baikonur, a cidade das estrelas, juntamente com as dos demais cosmonautas mortos. Em 2008, no centro de Moscou, foi inaugurado um monumento de 2 metros de atura próximo ao Instituto de Medicina Militar (onde foram feitos os cruéis testes com o grupo de cães) que consiste numa parte de uma espaçonave no formato de uma mão humana que segura o seu corpo.

Dentre as homenagens pelo mundo todo à Laika estão cadelas com seu nome, selos postais com sua imagem, marcas com seu nome e uma série de produtos com sua foto.

Vejam o documentário sobre Laika:

Veja mais fatos históricos nesse dia:

1507 – Leonardo Da Vinci é contratado para pintar o quadro futuramente conhecido como a Mona Lisa.
1534 – O parlamento inglês nomeia o rei Henrique VIII líder da Igreja inglesa, um título que pertencia ao Papa.
1615 – Portugueses expulsam os franceses do Maranhão.
1839 – Começa a Guerra do Ópio entre a China e a Grã-Bretanha. A causa do conflito foi a exportação ilícita de ópio à China pela Inglaterra.
1893 – Uma explosão de 51 toneladas de dinamite do barco Cabo Machichaco causa 590 mortes.
1898 – Inicia o mandato de presidente Manuel Antônio San Clemente, na Colômbia, que dura até julho de 1900.
1903 – Panamá proclama sua independência da Colômbia.
1903 – O Senado da Colômbia derruba o tratado para a construção do Canal do Panamá. Por interesses comerciais, os Estados Unidos estimulam a revolução que culminaria na proclamação da República do Panamá.
1903 – O Panamá, que desde 1821 fazia parte da República da Grande Colômbia, declara sua independência.
1905 – Na Rússia, o Czar Nicolau II assina um decreto anistiando prisioneiros políticos.
1907 – Fundado no Rio de Janeiro o Hospital Souza Aguiar, considerado o maior pronto socorro da América latina.
1918 – A derrota do Império Austro-Húngaro durante a Primeira Guerra Mundial culmina com a proclamação da República da Áustria.
1918 – A Polônia torna-se independente da Rússia depois da Primeira Guerra Mundial.
1922 – Nasce Charles Bronson, ator norte-americano.
1930 – Getúlio Vargas é empossado como chefe do governo provisório pela junta militar que depôs o Presidente Washington Luís.
1934 – É fundada a AFA, Associação de Futebol argentino.
1936 – Os republicanos obtém a maioria no Congresso dos Estados Unidos e o democrata Franklin Roosevelt é reeleito para a presidência.
1942 – Na Líbia, o general inglês Montgomery obtém uma vitória decisiva sobre as tropas alemãs do general Erwin Rommel.
1950 – A Argentina vence os Estados Unidos por 64 a 50 e é campeão mundial de basquete.
1954 – Linus Pauling obtém o prêmio Nobel de Química.
1955 – O presidente brasileiro Café Filho sofre um distúrbio cardiovascular e é substituído por Carlos Coimbra da Luz, presidente da Câmara dos Deputados.
1957 – Os soviéticos lançam, a bordo da espaçonave Sputnik, o primeiro ser vivo ao espaço: a cachorra Laika.
1958 – É inaugurado em Paris a sede da ONU para a Educação, Ciência e a Cultura (UNESCO).
1958 – Andrés Rivero Agüero é eleito presidente de Cuba.
1964 – É derrubado por um golpe militar o presidente boliviano Víctor Paz Estenssoro. Assume o general René Barrientos Ortuño.
1966 – É implantado o estado de sítio em todo o território da Guatemala.
1968 – A novela Beto Rockfeller estréia na TV Tupi e revolucia o gênero. A nova linguagem deixava de lado a interpretação excessivamente dramática.
1970 – Salvador Allende assume a presidência do Chile.
1973 – Estados Unidos lança a sonda espacial Mariner X.
1987 – O dólar registra quedas em todos os mercados financeiros internacionais, que revelam as cotações mais baixas de sua história, frente ao marco e ao ien.
1992 – O democrata Bill Clinton é eleito presidente dos Estados Unidos pela primeira vez.
1994 – Acontece o último eclipse total do sol no hemisfério sul do século XX. O sol fica encoberto pela Lua por 4 minutos e 25 segundos.
1994 – É lançado ao espaço a nave Atlantis, com seis astronautas a bordo.
1995 – O furacão Ângela invade as Filipinas e causa a morte de 883 pessoas. Quase duzentas ficam desaparecidas.
1997 – Dez estados brasileiros são obrigados a racionar energia elétrica nas regiões Centro-Oeste, Sul e Sudeste. O déficit é causado pela queda de dez torres no Paraná.

Fonte:

Redação Terra

History Channel

Gostou do Post?

Curta e compartilhe a page >> Cabine do tempo no facebook! e o Twitter do cabine do tempo!

2 comentários sobre “Cabine Histórica: Viagem ao passado do dia 03 de Novembro – Laika!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *