Cabine Histórica: Viagem ao passado do dia 01 de Fevereiro – Nasce Hollywood!

Cabine Histórica: Viagem ao passado do dia 01 de Fevereiro – Nasce Hollywood!

Cabine histórica é a nossa viagem com a C.A.T.I.A aos fatos históricos da humanidade e por toda a linha temporal,hoje viajamos para:

O dia 1 de fevereiro do ano de 1887, quando Harvey Wilcox registrou oficialmente o nome de Hollywood em um cartório do Condado de Los Angeles. Wilcox e sua esposa, Daeida estavam no sul da Califórnia fazia quatro anos – antes, moravam em Topeka, Kansas, onde Harvey tinha feito sua fortuna em imóveis. Eles compraram 160 hectares de terra no Vale do Cahuenga, localizado no oeste da cidade de Los Angeles.
Wilcox, que era paralítico desde criança por causa da poliomielite, imaginou que o local seria perfeito para a criação de uma comunidade utópica de cristãos devotos, onde eles poderiam viver uma vida altamente moral e livre de vícios. Daeida Wilcox pegou emprestado o nome “Hollywood” de uma velha amiga, que havia lhe dito que esse era o nome de sua antiga casa de verão no centro-oeste. Harvey traçou um mapa do loteamento, em que a rua principal se chamava Prospect Avenue (que mais tarde foi renomeada para Hollywood Boulevard).

O casal vendeu lotes e depois trabalhou para levantar dinheiro para construir igrejas, uma escola e uma biblioteca. A partir de 1910, a indústria cinematográfica começou a crescer exponencialmente na área, e cineastas encontraram ali uma localização ideal, com clima ameno e ensolarado. Como o passar dos anos, os sonhos de Harvey Wilcox, de uma comunidade religiosa sóbria e conservadora, tiveram que dar espaço para a Hollywood da indústria construída na fantasia, fama e glamour.

Hollywood é um dos símbolos do poderoso cinema estadunidense.
A cidade de Hollywood está localizada no estado da Califórnia. Trata-se, na verdade, de um distrito da grande Los Angeles, cidade que se tornou referência cultural nos Estados Unidos. Hollywood acumulou ao longo da história várias empresas cinematográficas que obtiveram repercussão mundial.

Hollywood tem cerca de 60 Km² de área e uma população em torno de 200 mil habitantes. O investimento na indústria cinematográfica a colocou em destaque cultural no mundo. Em torno da sétima arte a cidade cresceu e baseou sua economia. Hoje, conta com dezenas de estúdios e recebe várias cerimônias de gala que envolvem premiações e homenagens públicas. Os teatros da cidade servem de palco enormes concertos e também para as principais estreias nas telonas. A elevação do potencial econômico da cidade a caracterizou como lar de celebridades e de uma população bem condicionada financeiramente.

A forte vinculação entre o cinema e a cidade tornou a palavra Hollywood uma metonímia da sétima arte nos Estados Unidos. Quando se fala em cinema estadunidense, logo se pensa na produção advinda do celeiro cinematográfico na Califórnia. Na prática, a indústria do cinema já extrapolou a determinação física da cidade de Hollywood. Atualmente, já avança pelas pequenas cidades vizinhas na região de Westside. Mas vale lembrar que Hollywood, embora seja grande e rica o suficiente para ser uma cidade independente, é um distrito de Los Angeles. Somente em 2006 que alguns deputados da Califórnia apresentaram uma requisição para que Hollywood fosse independente. Foi esta medida que, na verdade, definiu os limites territoriais. Curiosamente, o governador da Califórnia à época que sancionou a delimitação territorial era exatamente um ator hollywoodiano, Arnold Schwarzenegger. Ainda assim, mesmo que tenha porte para ser uma cidade, Hollywood não possui governo municipal e continua submetida a Los Angeles, há apenas um prefeito honorário que representa o distrito em cerimônias.

O Cinema Hollywood ficou famoso por suas megaproduções, carregadas de efeitos especiais e investimento pesado. É determinante no perfil cultural dos estadunidenses e influente no mundo todo. A estética hollywoodiana, dotada de muita ação, cenas rápidas, roteiros diretos e dualidades claras é predominante no mundo. Hollywood estabeleceu um padrão de referência no cinema mundial, o que não significa que é o melhor ou o único a ser seguido. Mas, devido a essa forte influência, há certo desconforto no grande público quando se depara com estéticas diferentes, com roteiros mais lentos, menos ação e mais complexidade e subjetividade, por exemplo. De toda forma, é inegável a importância simbólica de Hollywood para o cinema mundial.

Todo ano é realizada a premiação do Oscar em Hollywood, no Teatro Kodak, e atores e cineastas do mundo todo almejam conquistar uma das famosas estatuetas. Geralmente, claro, a maior parte dos prêmios é atribuído às produções locais. No fundo, é uma premiação estadunidense e semeia a disputa entre os estúdios Paramount, Universal e Nickelodeon, por exemplo, que são três grandes do cinema mundial. Para eternizar os atores e as atrizes do Cinema Hollywood, o distrito californiano conta também com a mundialmente conhecida Calçada da Fama.

Foram dois os motivos centrais que atraíram os primeiros produtores da indústria cinematográfica americana para Los Angeles (cidade onde fica o distrito de Hollywood): o clima californiano e a distância de Nova York. O primeiro era perfeito para filmagens: o sol brilhava o ano todo e as paisagens podiam ser facilmente adaptadas às mais variadas tramas – há ali tanto deserto quanto mar e montanhas para serem utilizados como cenários naturais. O segundo motivo explica-se pelo fato de os cineastas e produtores tentarem escapar do controle de patentes que o inventor americano Thomas Edison (1847-1931) tentava impor em Nova York. Depois de criar, em 1893, o kinetoscópio – precursor do cinematógrafo francês (lançado pelos irmãos Lumière dois anos depois) -, Edison obteve tanto sucesso que criou uma empresa, a Motion Pictures Patents Company, só para tentar controlar a lucrativa nova mídia. A companhia passou a colecionar processos contra todos que usavam a tecnologia patenteada por Edison sem pagar pelos direitos. Com isso, os primeiros aspirantes a cineastas americanos se mandavam para trabalhar no outro lado do país, na costa da Califórnia. O jornalista e escritor Otto Friedrich registra esses e outros fatos igualmente interessantes sobre o nascimento da indústria hollywoodiana no livro Cidade das Redes – Hollywood nos Anos 40.

Quadro a quadro
Ascensão e glória da meca cinematográfica
1887

Horace Wilcox, um milionário do setor imobiliário, tenta transformar uma região de campos de cevada, nos arredores de Los Angeles, em comunidade religiosa. Sua mulher, Daeida, é quem batiza o povoado de Hollywood, em homenagem à casa de campo de amigos da família em Chicago

1903

As terras de Hollywood são compradas por uma organização dirigida pelo general Moses Hazeltine Sherman. Empreendedor nato, Sherman – que, no futuro, seria sócio dos proprietários do jornal Los Angeles Times – foi um grande incentivador da expansão das ferrovias na região, dando impulso ao crescimento urbano

1907

Fugindo de uma tempestade em Chicago, a equipe de O Conde de Monte Cristo termina o filme em Los Angeles. O astro Francis Boggs gosta do clima e fica por lá, criando o primeiro estúdio californiano. No mesmo ano, The Power of the Sultan (O Poder do Sultão) seria o primeiro filme todo rodado em Hollywood

1909

O diretor Charles French – que também atuou em mais de 200 filmes até a década de 40 – bate um recorde. Ele produz, para a Bison Company, mais de 185 curtas-metragens em apenas oito meses! É um sinal inequívoco de que a indústria cinematográfica local começa a esquentar para valer

1914

É fundado o primeiro grande estúdio, a Paramount, que teve origem num estúdio chamado Famous Players Film Company, comandado por Adolph Zukor. Em 1925, surge a Metro-Goldwyn-Mayer, ou MGM. Ambos representam a consolidação definitiva da capital do cinema mundial

Fonte:

Redação Terra

History Channel

Gostou do Post?

Curta e compartilhe a page >> Cabine do tempo no facebook! e o Twitter do cabine do tempo!

Veja mais fatos históricos nesse dia:

 

 

 

1852 – Honduras e El Salvador, que haviam invadido a Guatemala, são derrotados na batalha da Arada.

1871 – Morre Alejandro Nicolás Serov, compositor russo.

1895 – Nasce John Ford, diretor norte-americano de cinema.

1896 – Nasce Anastasio Somoza, duas vezes presidente da Nicarágua.

1901 – Nace Clark Gable, ator norte-americano de cinema.

1905 – Aparece em Buenos Aires o primeiro número de El Diario Español, jornal dirigido por Justo S. López de Gomara.

1924 – Começa a guerra civil em Honduras.

1931 – Nasce Boris Yeltsin, presidente da Federação Russa.

1932 – Pu Yi, ex-imperador da China, proclama o estado independente da Manchúria, com o apoio das forças japonesas.

1938 – Morre Armando Palacio Valdés, escritor espanhol.

1940 – Segunda Guerra Mundial: as tropas soviéticas desencadeiam, de surpresa, uma ofensiva contra a Finlândia na região de Summa.

1944 – Morre Piet Mondrian, pintor holandês.

1946 – Proclamação da República da Hungria.

1953 – Um diluvio de vários dias e fortes ventos fazem a maré subir. Vários diques foram rompidos, provocando as inundações mais trágicas da história da Holanda, causando a morte de 1.835 pessoas e ferindo outras 300 mil.

1958 – No Cairo, a República Árabe Unida é constituída por Egito e Síria, dissolvida em 1961.

1961 – Os Estados Unidos lançam o “Minuteman”, primeiro míssil intercontinental com carburante sólido.

1965 – Nasce Stephanie Grimaldi, princesa de Monaco.

1970 – Um choque de trens na Argentina, 35 quilômetros ao norte de Buenos Aires, deixa 141 mortos e 500 feridos.

1974 – Um incêndio em um dos prédios mais altos de São Paulo deixa 200 mortos.

1985 – Uma nova moeda é posta em circulação no Peru: o “inti”.

1991 – Um terremoto de 6,8 graus na escala Richter sacode o norte do Paquistão e deixa mais de 300 mortos e 500 feridos.

1993 – Entra em vigor um acordo que prevê uma zona de livre comércio entre Equador e Venezuela.

1995 – O FMI aprova um empréstimo de US$ 17,8 bilhões para o México, sem precedentes na história.

1999 – O primeiro ministro da Moldávia, Ion Ciubuc, se demite.

Fonte:

Redação Terra

History Channel

Gostou do Post?

Curta e compartilhe a page >> Cabine do tempo no facebook! e o Twitter do cabine do tempo!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *