Cabine Histórica: Viagem ao passado do 04 de Julho – Independence Day!

Cabine Histórica: Viagem ao passado do 04 de Julho – Independence Day!

Cabine histórica é a nossa viagem com a C.A.T.I.A aos fatos históricos da humanidade e por toda a linha temporal,hoje viajamos para:

O dia 4 de julho de 1776 onde o Congresso Continental, na Filadélfia, ratificou a independência dos Estados Unidos após a Guerra de Independência, entre junho e julho daquele ano. O fato consolidou o triunfo dos colonos norte-americanos e o princípio do autogoverno. A partir de então, os estados assinaram a Carta dos Direitos, composta por dez emendas à Constituição Federal, que proibia a restrição das liberdades individuais e garantia uma série de proteções legais. Este documento original está exposto ao público no arquivo nacional em Washington.

No dia 04 de julho do ano de 1776, foi declarada a independência dos Estados Unidos da Grã-Bretanha na Filadélfia, marcando o início de uma das democracias mais potentes do mundo.

O rei da Grã-Bretanha havia criado uma série de impostos que limitavam o crescimento da então colônia treze anos antes, no ano de 1763. Os americanos não tinham muita representação no Parlamento, o que dificultava a situação ainda mais.

Em 1774 foi iniciada uma guerra de independência contra as tropas britânicas. Dois anos depois, a declaração de independência foi votada, finalizada e aprovada no dia 04 de julho. A guerra infelizmente ainda durou mais sete anos, resultando na vitória dos Estados Unidos.

Todo ano, os norte-americanos celebram a liberdade e a independência no dia 04 de julho, uma luta que durou mais de 20 anos. Churrascos, piqueniques, desfiles, reuniões entre amigos, fogos de artifício, shows, jogos de baseball, discursos políticos e cerimônias variadas….o país comemora de inúmeras maneiras a sua história, o seu governo e as suas tradições no dia da independência.

O país todo é decorado com as cores da bandeira, azul, vermelho e branco, no mais alto nível de demonstração do patriotismo da nação.

Antes da independência, comemorava-se o aniversário do rei britânico. No ano seguinte à independência, há relatos de que a comemoração foi feita com um funeral simbólico do então rei da Inglaterra, George III, marcando o fim da dominação inglesa.

A Filadélfia, no estado da Pensilvânia, foi a primeira cidade a comemorar o dia 4 de julho no ano de 1778. Apesar da guerra, a cidade encheu suas ruas de cores e promoveu desfiles e celebrações. Aos poucos os outros estados aderiram ao feriado e às comemorações.

No ano de 1870 o feriado da independência foi transformado em feriado nacional. Atualmente o dia 4 de julho é o feriado mais importante e mais patriota dos Estados Unidos.

Grande parte das celebrações do dia 4 de julho acontecem com fogos de artifício nada modestos em diversas partes dos Estados Unidos.

O maior destes shows é realizados pela loja de departamento Macy, na cidade de Nova York. O show é feito próximo ao rio Hudson e atrai cerca de 2 milhões de pessoas. São 26 minutos de êxtase causados pela queima de cerca de 34.000 quilogramas de fogos.

O segundo maior show do país acontece em Atlantic City, no estado de Nova Jersey. O show é dividido em duas etapas, a primeira dura 22 minutos e a segunda dura 24 minutos. Com mais de 200 mil pessoas, a cidade sempre fica lotada na época do feriado de 4 de julho.

A cidadezinha de Addison, no Texas, fica em terceiro lugar nacional com seu show de 30 minutos e tradição de mais de três décadas. Mais de 500 mil visitantes assistem aos fogos todo ano, os quais podem ser vistos de qualquer lugar da cidade.

Aproveitando o post para indicar nesse dia aos nossos cabineiros para reverem hoje: Independence Day de 1996.

Onde acompanhamos o primeiro mega filme blockbuster de Will Smith lutando para defender a terra de uma invasão alienigena em pleno 4 de julho de 1996! o filme envelheceu um pouco em algumas cenas mas continua divertido como sempre! Nota > 7,8 Recomendado!

 

 

Veja mais fatos históricos nesse dia:

1776 – O Congresso da Filadélfia aprova por unanimidade a declaração de independência das 13 Colônias da União norte-americana.

1807 – Nasce Giuseppe Garibaldi, herói da unificação italiana.

1826 – Morre Thomas Jefferson, redator da declaração de independência dos EUA e terceiro presidente do país.

1830 – Conquista da Argélia por um corpo expedicionário francês.

1831 – Morre James Monroe, ex-presidente dos Estados Unidos, autor da famosa doutrina Monroe.

1900 – Nasce Louis Armstrong, trompetista e “jazzman” norte-americano.

1910 – Acordo russo-japonês que estabelece o domínio da Rússia sobre a Manchúria e que os russos não interfeririam na invasão japonesa na Coréia.

1919 – O presidente peruano José Pardo e Barrera é derrubado e substituído provisoriamente por Augusto B. Leguía.

1924 – A Revolta Tenentista explode no Estado de São Paulo (Brasil), sendo sufocada após um mês de combates.

1926 – Nasce Alfredo Di Stéfano, ex-jogador de futebol argentino.

1930 – Morre o famoso escritor escocês, criador do detetive Sherlock Holmes, Arthur Conan Doyle.

1932 – A Revolução Constitucionalista é desencadeada em São Paulo (Brasil).

1933 – O líder indiano Mahatma Gandhi é preso por incitar a desobediência civil.

1934 – Morre Madame Curie, pesquisadora polonesa, duas vezes Prêmio Nobel.

1941 – Tito organiza a resistência na Iugoslávia.

1946 – A República das Filipinas é proclamada.

1948 – A cólera causa a morte de dez mil pessoas na Índia.

1966 – As liberdades constitucionais são suspensas no Peru, devido a atividades de guerrilha.

1982 – O presidente dominicano Silvestre Antonio Guzmán se suicida na sede do governo.

1991 – A Assembléia Nacional Constituinte da Colômbia promulga uma nova Constituição, substituindo a carta de 1986.

1992 – A alemã Steffi Graf vence a sérvia Mônica Seles na final femenina do torneio de tênis de Wimblendon.

1992 – Morre Astor Piazzola, compositor argentino de tangos.

1994 – Guerra civil em Ruanda: a Frente Patriótica tutsi toma a capital, Kigali.

1997 – A nave não tripulada “Mars Pathfinder” posa em Marte e mostra as primeiras imagens da superfície do planeta vermelho, após uma viagem espacial de 500 milhões de quilômetros.

2000 – O presidente Ernesto Zedillo e o vencedor das eleições, Vicente Fox, assinam um acordo de transição pacífica no México. A direção do PRI não aceita a renúncia da sua presidenta, Dulce María Sauri.

2001 – A Justiça argentina processa e pede a prisão preventiva do ex-presidente Carlos Menem, por considerá-lo comandante de uma transação ilícita que vendia armas ilegalmente para Equador e Croácia.

2001 – O Supremo Tribunal Federal brasileiro concede prisão domiciliar a Lino César Oviedo, detido desde junho de 2000 em um quartel militar de Brasília. Nesta data, o governo paraguaio solicitou a extradição de Oviedo, acusado de haver planejado e financiado o assassinato de Luís María Argaña, em 1999.

Fonte:

Redação Terra

History Channel

Gostou do Post?

Curta e compartilhe a page >>  Cabine do tempo no facebook! e o Twitter do cabine do tempo!

2 comentários sobre “Cabine Histórica: Viagem ao passado do 04 de Julho – Independence Day!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *