Cabine Histórica – Fatos históricos do dia 29 de Janeiro – O primeiro Veiculo!

Cabine Histórica – Fatos históricos do dia 29 de Janeiro – O primeiro Veiculo!

Cabine histórica é a nossa viagem com a C.A.T.I.A aos fatos históricos da humanidade e por toda a linha temporal,hoje viajamos para:

O dia 29 de janeiro de 1886 quando o alemão Karl Benz solicitou a patente Nº 37.435 para o primeiro veículo a motor da história: o triciclo que ficou conhecido por Motorwagen. Dois anos mais tarde, foram adaptados os primeiros pneus de borracha, fabricados na empresa Benz Comfortable, aos automóveis.
Em 1871, Karl Benz fundou a sua primeira empresa, dedicada à venda de materiais de construção e, alguns anos depois, começou a construir motores industriais na cidade de Mannheim.

Um enorme volante… para o motor. Girar duas, três vezes para ouvir um grande ruído, que significa que o mecanismo entrou em ação. As rotações da máquina podem ser contadas a olho nu, engrenagens e eixos se movimentam expostos. Filme de ficção? Não, se trata do Benz Patent-Motorwagen, que há 125 anos marcaria época por se tratar simplesmente do primeiro automóvel da história.

Fabricado na Alemanha, de autoria de Karl Benz, foi um invento patenteado na data de 29 de janeiro do ano de 1886 e era um autêntico “veículo com motor a gás”. Foi conduzido, pela primeira vez, nas ruas de Mannheim, em seis meses após o registro de criação do invento.

Ainda hoje há alguns exemplares disponíveis – inclusive no Brasil – porque a montadora fabricou duas séries especiais, sendo a primeira no ano de 1980 e a segunda já em 2002. O diferencial dessa “reedição” é que seguiu o passo a passo do protótipo de 1886.

Assim, a Mercedes-Benz recebeu alguns desses carros e vendeu para colecionadores por US$ 60 mil – cerca de US$ 138 mil. Com grande elegância e charme o Patent-Motorwagen apresenta três rodas, é bem leve – 265 kg somente – o que representou um grande avanço em sua época, haja vista que as carruagens que circulavam no século XIX – algumas, inclusive, com adaptações para motores alimentados a vapor – eram extremamente pesadas.

Sua motorização é interessantíssima, uma verdadeira aula de história da mecânica: há um cilindro único, que fica disposto horizontalmente. O volante, enorme, é deitado também. A lubrificação não é realizada pelo cárter, mas sim por minirrecipientes de óleo, que ficam gotejando – em média, quatro gotas a cada segundo – sobre a superfície do virabrequim e válvulas. Além disso, a água não fica em um radiador, mas sim, armazenada em um cilindro de cobre, bastante grande, que vai propiciando a evaporação lenta do líquido.

Como o Patent-Motorwagen não precisava ser alimentado por gasolina, era necessário comprar em uma farmácia qualquer algum tipo de combustível que gerasse a explosão para dar a partida e movimentar toda a engrenagem do motor – em geral, Kerl Benz se valia de benzina ou éter.

Não havia qualquer acelerador, a mudança de velocidade era feita por uma válvula, localizada bem próximo ao banco do condutor, onde era acertada a mistura do combustível para uma rotação mais constante. Sua velocidade máxima era de inacreditáveis 16 km/h. É curioso notar uma grande ironia. Com o trânsito das grandes metrópoles brasileiras, que não passam há décadas por uma engenharia de tráfego severa, o alto número de engarrafamentos faz com que as potentes máquinas da atualidade se locomovam com…. 16 a 20 km/h, durante grandes trajetos, diariamente.

Atualmente, o Motorwagen encontra-se exposto no Deutsches Museum, em Munique.

Veja mais fatos históricos nesse dia:

 

712 – Começa a Conferência da Paz de Utrecht que põe fim à guerra de sucessão espanhola.

1810 – A invasão de Andaluzia pelos franceses provoca o descrédito da Junta Central, que põe seus poderes no Conselho de Regência, constituído na ilha do Leão (atual São Fernando, em Cadiz).

1888 – Um incêndio destrói o Teatro Variedades de Madri.

1905 – Morre o jornalista e abolicionista José do Patrocínio. Na ocasião, ele estava com 55 anos e morava em um barracão no subúrbio do Rio de Janeiro.

1929 – Leon Trotski chega à Constantinopla após ser expulso da União Soviética.

1948 – Mahatma Gandhi, o maior líder nacionalista hindu e pacifista, é assassinado aos 78 anos a tiros por um jovem fanático.

1948 – O delegado soviético do Conselho de Segurança da ONU, Andrei Gromyko, pede a destruição de todas as bombas atômicas existentes no mundo.

1959 – Os estúdios Disney lançam o longa-metragem A Bela Adormecida, clássico dos desenhos animados.

1960 – O Presidente Juscelino Kubitschek recebe Dwight Eisenhower, presidente dos Estados Unidos, em Brasília. A visita do líder norte-americano foi um dos pontos marcantes de seu governo.

1963 – A Comunidade Econômica Européia repulsa a petição de ingresso da Grã Bretanha.

1966 – Nasce Romário Souza, jogador brasileiro de futebol.

1979 – A província de Cidade Real passa por graves inundações, devido a chuvas torrenciais.

1981 – O piloto Émerson Fitipaldi, campeão mundial de Fórmula 1, anuncia que vai abandonar as pistas. Mas acaba mudando de modalidade e indo para a Fórmula Indy.

1981 – Adolfo Suarez abandona seu cargo de presidente do Governo espanhol e do Partido União do Centro Democrático.

1984 – O tenente Guillermo Quintana Lacacci, ex-capitão de Madri, é assassinado pelo ETA.

1986 – Um avião DC-3 da Aerocalifórnia cai perto do aeroporto de Mochis (México), causando a morte de seus 21 ocupantes.

1991 – O Congresso da Somália Unificada nomeia Alí Mahdi Mohamed como novo presidente do país.

1993 – Morre Leo Lowental, filósofo alemão, um dos fundadores da Escola de Frankfurt.

1999 – O quadro de Velázquez Santa Rufina é adquirido por um colecionador anônimo por quase 2 milhões de dólares em Nova York.

Fonte:

Redação Terra

Canal de história

Gostou do Post? Curta e compartilhe a page no facebook do cabine > http://migre.me/bzzbE

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *