Cabine Histórica: Viagem ao passado do dia 01 de Abril – O dia da Mentira!

Cabine Histórica: Viagem ao passado do dia 01 de Abril – O dia da Mentira!

Cabine histórica é a nossa viagem com a C.A.T.I.A aos fatos históricos da humanidade e por toda a linha temporal,hoje viajamos para:

O dia da mentira, ou 1º de abril por volta do ano de 1500,quando era iniciada uma antiga comemoração que tem uma história curiosa. Em qual outro dia podemos pregar peças e enganar nossos queridos amigos e conhecidos?

Há datas comemorativas pelas mais diversas razões. Algumas prestam homenagem a heróis, outros comemoram eventos religiosos, mas o primeiro de abril sobressai como a única data para comemorar a mentira.

Existem dúvidas sobre quando essa tradição bizarra começou, mas a explicação mais aceita liga o primeiro de abril à França do século XVI. Até 1564, o calendário em vigor era o calendário Juliano, que considerava o início do ano novo próximo de abril. De acordo com o livro “The Oxford Companion to the Year”, o rei Carlos IX, declarou um dia que a França começaria a usar o calendário Gregoriano, onde o ano novo iniciaria em primeiro de janeiro.

Nem todos aceitaram essa mudança de datas, ao mesmo tempo, alguns acreditavam que as datas não deveriam ser alteradas, e foi esse pessoal que serviu de alvo às brincadeiras de abril, pois foram considerados tolos. As pessoas enviavam presentes e os convidavam para as falsas festas. Os cidadãos das zonas rurais da França também eram vítimas dessas piadas. Nesta época, as notícias viajavam lentamente e eles podem ter ficado sem saber sobre a troca de datas durante meses ou anos. E ainda tiveram que suportar as piadas por celebrarem o ano novo no dia errado.

Atualmente, na França, as pessoas que “caem” no primeiro de abril são chamadas de ‘Poisson d’Avril’, literalmente significando “peixe de abril”. Uma piada comum é a de pregar um peixe de papelão nas costas da pessoa. A ligação entre os peixes e o dia da mentira não está clara. Alguns acreditam que o peixe representa Jesus Cristo, freqüentemente representado por um peixe nos primeiros tempos da era cristã. Outros dizem que o peixe é relacionado com o signo de Peixes no zodíaco, que é representado por um peixe e que cai perto de abril. Mas é interessante salientar que Napoleão ganhou o apelido de Poisson d’Avril quando casou com Maria Luísa da Áustria, em 1º de abril de 1810.

Provavelmente, não se trata de uma coincidência que o dia da mentira seja comemorado ao mesmo tempo do que dois outros dias semelhantes. Na Roma antiga o festival de Hilária foi uma iniciativa para celebrar a ressurreição do deus Átis. A palavra hilária, provavelmente, é derivada da palavra hilaridade e hilariante, ambas significando alegria ruidosa. Hoje em dia, Hilária é também conhecida como o Dia da risada romana. Na Índia, o festival Holi (site em inglês) comemora a chegada da primavera. Como parte do festival, as pessoas fazem brincadeiras e se lambuzam mutuamente com cores.

Não há uma conexão clara entre a observância moderna do dia da mentira e essas duas antigas comemorações, o que leva muitos historiadores a aceitarem a explicação francesa de como surgiu o dia da mentira.

De qualquer, o dia da mentira pegou. E se popularizou, chegando à mídia.

Ao ponto de termos filmes como:

– O mentiroso com Jim Carrey

– O primeiro Mentiroso

Ambos fazendo bastante sucesso, não é a toa que mentir bem é uma arte todos nossos mais consagrados atores que estão ai para provar isso que: mentir entretém.

Veja mais fatos históricos nesse dia:

1525 – Diego de Alvarado funda a vila de San Salvador.

1778 – Oliver Pollock cria o símbolo do dólar americano, o “$”.

1810 – Napoleão casa-se com a arquiduquesa Maria Luisa, filha do imperador da Áustria, Francisco I.

1815 – Nasce o príncipe Otto von Bismarck, político e estadista, artífice da unificação alemã.

1843 – O presidente do Equador, Juan José Flores, proclama uma nova Constituição, chamada pela oposição de “Carta de escravidão”.

1867 – Abertura em Paris da Exposição Universal de Indústrias e Belas Artes, com a qual Napoleão III quis realçar seu Império.

1885 – Os insurretos colombianos se apoderam do Panamá e incendeiam parte da cidade de Colón.

1888 – A Princesa Isabel participa do ato de libertação coletiva dos escravos de Petrópolis.

1909 – O último destacamento de tropas norte-americanas abandona Cuba.

1918 – Criação da Royal Air Force (RAF), na Grã-Bretanha.

1924 – Hitler é condenado a cinco anos de prisão por alta traição, ao pretender depor à força o governo bávaro no dia 8 de novembro anterior.

1928 – Na China, Chiang Kai-shek inicia ataques contra as forças comunistas.

1929 – Nasce Milan Kundera, escritor francês de origem checa.

1933 – Na Alemanha nazista é iniciada a perseguição contra os judeus. O governo pede que sejam boicotados todos os empreendimentos cujos donos sejam judeus.

1937 – A Birmânia se separa da Índia.

1939 – Na Espanha, a Guerra Civil chega ao fim, com o reconhecimento oficial do governo de Franco.

1945 – O Brasil estabelece relações com a União Soviética.

1945 – Segunda Guerra Mundial: as tropas nore-americanas desembarcam em Okinawa, etapa prévia à entrada no Japão.

1948 – O bloqueio de Berlin tem início quando os russos começam a checar todas as estradas e ferrovias entre Berlin e as Zonas Ocidentais.

1958 – A Radio Rebelde de Cuba difunde a declaração de “guerra total” de Fidel Castro ao regime de Fulgencio Batista.

1961 – Cuba é proclamada República Democrática Socialista.

1964 – Um golpe militar derruba João Goulart da Presidência.

1964 – O Exército prende Miguel Arraes, governador de Pernambuco. Na Guanabara, Carlos Lacerda reforçou o esquema de segurança do palácio, para a eventualidade de uma intervenção federal no estado.

1964 – Francois Duvalier se proclama presidente vitalício do Haiti.

1977 – Geisel decreta o recesso do Congresso Nacional.

1991 – O senador Jaime Guzmán, um dos ideólogos do regime de Augusto Pinochet, é assassinado em Santiago do Chile.

1993 – Entra en vigor a nova zona de livre comércio da América Cenral, que não inclui a Costa Rica e o Panamá.

2001 – O presidente da Iugoslávia, Slobodan Milosevic, é detido e ingressa na prisão de Belgrado.

Fontes:

Redação terra

How stuff Works

Gostou do Post?

Curta e compartilhe a page >> Cabine do tempo no facebook! e o Twitter do cabine do tempo!

3 comentários sobre “Cabine Histórica: Viagem ao passado do dia 01 de Abril – O dia da Mentira!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *