Cabine Nostálgica: Time Commando

Cabine Nostálgica: Time Commando

Hoje em dia é bem fácil conseguir um jogo de vídeo game. Seja por meio das redes sociais, dos fóruns, de sistemas de compra online (steam, origin etc) ou lojas: a interação e o comércio de games nunca foi tão fácil e ativo! Falando de jogos de PC então, o acesso é facílimo. Você tem torrents e sistemas de download muito eficientes para conseguir games, até mesmo de forma ilegal.

Mas antigamente não era bem assim! Os jogos de computador e vídeo game eram vendidos somente em lojas físicas (isso nem tão antigamente, tipo 15 anos atrás). Podia consegui-los também trocando-os diretamente com os amigos. Baixar jogos era coisa inimaginável – quando você tinha um modem de 56 k e a maior novidade era “internet ilimitada”. Antes da internet ilimitada, você podia acessar apenas X horas por mês de internet. Eu lembro que meu plano da Mandic era de 10 horas por mês apenas!

Bom voltando ao papo, nós tínhamos dois jeitos de conseguir um jogo barato: ou ir até o centro da cidade na Sta. Efigênia comprar um jogo pirata; esperar o jogo ficar mais “velho”; ou aproveitar os casos em que o jogo não fizesse tanto sucesso e saísse em revista. Havia duas revistas que eram muito famosas que vinham com jogos completos a preço acessível (algo em torno de R$12,00): a CD Expert e a Big Max. Hoje, falarei de um que foi vendido pela CD Expert e ficou muito famoso no ano de 1996:

1322704064-00

Time Commando

Time Commando foi um jogo lançado pela Adeline Software para PC, Playstation e Sega Saturno. Essa produtora não era muito famosa e não fez muitos jogos. Mas um deles eu amei! Eu já tinha jogado o Little Big Adventure (1994) e tinha achado um ÓTIMO game. O Time Commando seguiu os mesmos moldes do Little Big Adventure.

TimeCommando_MSDOS_title

Ilustração do game

O game tem uma história meio confusa e estranha, rs. Um vírus foi espalhado por diversas épocas e lugares e você faz parte da do “Grupo Especial De Eliminação De Vírus”.  O jogador precisa viajar no tempo, em várias eras e lugares do mundo, recolhendo os chips para acabar com esse vírus. História besta, né? Realmente, é bem idiota, mas o jogo é ótimo.

O jogo segue o mesmo estilo de “Little Big Adventure” ou “Alone in the Dark”, só que com gráficos muito melhores. Nesses dois jogos, você tinha um cenário estático em 3D, com o seu personagem andando pelas telas, até passar a tela seguinte. O Time Commando segue esse esquema: telas congeladas que você deve cruzar para abrir uma “nova tela”. A diferença aqui é que os gráficos dos cenários são bem realistas.

medieval 1

Você enfrentava diversos inimigos e recolhia chips pelas fases

Havia um tempo para percorrer as fases. Esse tempo era o próprio vírus. Ele era uma linha de tempo que ficava acima da tela. Era preciso correr a fase, pegar os chips e deposita-los numa espécie de portal para eliminar o vírus. Se houvesse muita demora ou o não recolhimento dos chips a tempo, o personagem morreria na hora.

A jogabilidade desse game seria algo muito estranho para nós nos dias de hoje. Você tinha algumas ações como andar, correr, procurar e lutar. Cada vez precisava-se mudar uma ação, você tinha que pressionar uma tecla (acho que é alt) e o jogo pausava, escolhia-se a ação e o jogo voltava. Isso era bem comum nesse tipo de jogo antigamente. O esquema de fases congeladas dificultava muito a jogabilidade. A câmera variava de cenário em cenário e ás vezes o jogador era prejudicado por isso. Dependendo da ação, a câmera dificultava muito. Um simples pulo de um buraco poderia ser um tormento, rs.

tempo

Portal para colocar os chips, um tanto quanto bizarro

Ai você para e pensa: porra Fernando, o jogo tem uma história bem ruim, uma jogabilidade nota 5, os gráficos eram bonitos mas nada de tanto destaque…porque você ta dedicando seu tempo para um jogo desse?

Bom, primeiro de tudo:

As fases: eram gigantescas e a dificuldade do jogo é bem grande! Eram 9 eras ao total, cada uma dividida em 3 fases. Você por diversas vezes tinha que achar um item “escondido” no cenário em lugares inimagináveis, sem indicação alguma.

Inimigos: enfrentava-se muitos inimigos diferentes até chegar no chefe final, que era difícil pra car%*$#

Armas: em um tempo que tínhamos jogos de FPS com no máximo 8 armas e uns jogos de aventura com diversos itens porém pouquíssimas armas, em Time Commando você acharia, ao total, 39 armas diferentes! Cada arma era correspondente à era que você jogava (tirando a possibilidade de lutar que você tinha em todas as eras):

pré historia

Pré História

O jogo começava na pré história. O jogador percorria uma montanha com diversos inimigos como animais e homens das cavernas. O chefe final era um urso imenso e as armas eram: uma pedra, um osso, uma faca, um porrete médio, uma lança e um porrete gigante.

imperio romano

Império Romano

A segunda era no império romano. O jogador lutava com diversos soldados e passava por algumas cidades. O chefe final era um touro em uma arena. As armas disponíveis eram: Adaga, Espada, Eslinga (arma), Tridente com Escudo e um Machado de Batalha.

japao

Japão Feudal

A terceira época era no Japão Feudal. Você passava por diversos “templos” lutando com pessoas e animais. Os chefes eram: um lutador de sumo, um dragão e alguns ninjas. As armas disponíveis eram: Leque de Guerra Japonês, Shuriuken (aquela estrela de ninjas), Katana, Dao (Espada), Bola de Fogo (tipo um hadouken).

medieval

Europa Medieval

Depois o jogador passaria pela Europa Medieval, lutando contra diversos cavaleiros com diversas armas. Os cenários se passavam em castelos. Os chefes eram um cavaleiro negro gigante e um demônio vermelho, também gigante.

conquistador

Conquistadores

A 5º era nos tempos dos “Conquistadores”. Era uma das fases mais divertidas do game! O jogador passava em barcos e templos indígenas, lutando contra diversos índios, piratas e animais! Os chefes eram um capitão de um navio e um Maia dentro de uma torre. As armas eram: Sabre, Alabarda, Pederneira, Macuahuitl (é um tipo de espada de madeira) e uma Zarabatana.

velho oeste

Velho Oeste

Depois dos “Conquistadores” você ia parar no velho oeste. Também uma fase divertidíssima onde o jogador percorria cidades abandonadas matando bandidos e animais. Os chefes eram o Cherife e alguns bandidos. As armas eram bem divertidas de jogar: Revolver, Espingarda, Winchester (sempre presente nesses jogos), Dinamite e Dois Revolvers.

guerras modernas 1

Guerras Modernas

Essa eu também adorava. O jogador ia parar nas guerras modernas: meio que uma mistura de primeira guerra com segunda guerra mundial. Percorria-se um cenário com muitas coisas destruídas e enfrentava-se homens armados ou em veículos. O chefe era um tanque de guerra bem difícil de derrotar. As armas eram: Revolver, Baioneta , AK-47 , Granada e uma Bazuca.

futuro1

Futuro

A penúltima etapa era o futuro. O ambiente e bem estranho, todo cinzento. O jogador passa a enfrentar pessoas e robôs. O chefe principal é um ser metade ET metade Robô. As armas são Pistola Laser, Metralhadora Laser, Ioiô Mecânico (existe essa lenda, né? que o ioiô foi usado como arma quando foi inventado), Granada e uma Roupa Espacial (que você só usa pra sair da fase).

virus

Virus, a ultima fase que não faz o menor sentido.

A ultima parte era a luta contra o vírus. A fase era estranha com um chão caindo e tinha-se que correr e pular muito. Essa fase era realmente difícil. soo jogador tinha uma arma aqui: uma estrela de cristal. Essa fase era realmente confusa e nada fazia sentido, rs. Haviam muitos chefes nessa fase: O megatherium, um demônio vermelho, um alien, e um tubarão. o jogador também tinha que enfrentar um clone dele mesmo.

guerras modernas

Guerras Modernas, fim da segunda fase.

conquistador 1

Fase Conquistadores, contra um maia

ultima fase

No final, o vírus põe um clone seu para lutar.

 

Espero que eu tenha conseguido passar um pouco da importância do Time Commando para vocês. Um jogo que, se não inovou em jogabilidade e câmeras, humilhou qualquer outro em numero de armas. Mais do que isso, ele veio com a ideia de um jogo passando por diversos cenários, totalmente diferentes. Conseguiu ligar a pré-história á America, a Grande Guerra com um vírus futuro.

Segue um gameplay pra vocês conferirem!

 

Um comentário sobre “Cabine Nostálgica: Time Commando

  1. Fabricio

    Joguei muito esse jogo….a primeira vez que joguei era uma versão DEMO…..Sem contar que era um jogo “Real Time” que para nós da epoca era uma evolução muito grande….kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk eu só procurava jogo real time pra comprar kkkkkkkkkkkkk

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *