Cabine Nostálgica: Looney Tunes B-Ball

Cabine Nostálgica: Looney Tunes B-Ball

Houve uma época que era bem comum misturar filmes com desenhos animados. Eu lembro quando era criança e lançou aquele “Uma cilada para Roger Rabbit” e foi um tremendo sucesso. O SBT ficou passando esse filme durante uma década inteira, mensalmente. O pessoal adorou a ideia e as imagens ficaram incríveis.

O jogo que vou falar hoje não tem nada a ver com essa ideia de ligar filmes a desenhos porém, eu sempre liguei esse game a um filme.

Em 1996 chegou aos cinemas o filme “Space Jam: O Jogo do Século” e o filme fez um baita sucesso. Ele faturou em torno de U$90,418,342 nos Estados Unidos e mais de 230 milhões de dólares pelo mundo! O filme contava com a participação do maior astro do basquete, Michael Jordan, junto com o coelho mais famoso do mundo, o Pernalonga. Sim, mais uma mistura de filme com desenho que fez muito sucesso!

Coincidência ou não, esse game ficou extremamente famoso depois que o filme foi lançado. Eles até lançaram um jogo oficial do filme, para PS1, Saturno e MS DOS, porém eu sempre liguei esse game que escrevo hoje com o filme. Estou falando do:

capa

Looney Tunes B-Ball para Super Nintendo

 

O game foi lançado em 1995, mas só ficou famoso no ano seguinte, com o estouro do Space Jam.

O jogo trouxe toda a galera do Pernalonga para partidas de basquetes. A diferença é que as partidas eram de street, disputadas em quadras de rua e não em quadras oficiais como no filme.

imagem 1

O jogo não tinha história

 

Eu não sei bem qual a história do jogo, se havia contexto ou não. O que eu sei é que os produtores pegaram os modelos de jogos de basquete da época, dos árcades e do prórpio snes, e fizeram um jogo similar com os personagens dos Looneys Tunes. A combinação ficou ótima e o jogo é muito bom, mesmo sendo de um esporte que não é tipicamente preferencial dos brasileiros.

iamgem 2

Menu inicial era bem simples

 

O jogo em si era bem simples. Não havia ligas, campeonatos ou qualquer coisa assim. Até tinha um torneio, mas não mudava muita coisa. Podíamos escolher entre jogar com o PC ou jogar contra um amigo. Também podíamos escolher o tempo de cada quarto e a dificuldade. Era isso apenas! Ao clicar start game, o jogador era levado a tela de escolha de personagens.

imagem 3

Seleção de personagens

 

Uma das partes mais divertidas e esperadas do game, a seleção de personagens! Cada personagem tinha um nível de habilidade diferente! Eram elas: arremesso, arremesso de 3 pontos, defesa, velocidade e fôlego. Cada personagem tinha um especial, que era um arremesso de longo alcance. As partidas eram jogadas em duplas e o player podia escolher a dupla que iria jogar contra também.

Os personagens a se escolher eram:

Pernalonga – O coelho mais famoso da TV dava uma bicuda na bola, de qualquer lugar da quadra.

Patolino – Girava a bola diversas vezes até pegar uma velocidade e lança-la.

Taz-Mania – O demônio engolia a bola e a cuspia em direção à cesta.

Hortelino Troca-Letras – Ele jogava a bola pra cima, sacava a sua famosa espingarda e dava um tiro para fazer a bola ir à cesta.

iamgem 4

Cada personagem tinha uma habilidade

 

Marvin, o Marciano – Não sei por que, mas esse era meu personagem favorito do Looney Tunes. Ele jogava a bola para cima e um imã atraia a bola para a cesta.

Frajola – O simpático gato transformava a bola em um cão que sairia driblando todo mundo até encontrar a cesta.

Willy Coiote – Amarrava um foguete em cima da bola!

Eufrazino – Ele utilizava sua arma, atacando o adversário para fora da quadra e atirando na bola, para acertar a cesta.

Imagem 5

Disputa de bola no começo de uma partida

 

Esse desenho foi/é um dos mais famosos do mundo! Tudo que era lançado da franquia vendia horrores então imagina como foi para a molecada da época ter esses 8 personagens disponíveis para escolha! Sério, nego brigava para escolher os personagens!

Ao começar o jogo, o player se deparava com gráficos simpáticos muito bem desenhados! O game marcou por ter gráficos muito bons para época! As animações dos personagens batendo a bola no chão eram realmente boas! Um único ponto negativo do jogo é que só existia uma fase! Qualquer que fosse o lugar que o jogador fosse disputar a partida, a fase era exatamente igual.

Na parte de baixo da tela, havia o rosto de cada personagem. Essa animação ficou ótima e as expressões nos rostos variavam de acordo com os acontecimento do jogo! Eles podiam ficar felizes, tristes, apreensivos, nervosos! Eram gráficos de tirar o chapéu!

imagem 6

Gráficos ótimos para o SNES

 

No meio da partida, cada personagem podia pegar alguns diamantes espalhados pela quadra. Esses diamantes davam um certo “poder” para cada personagem e isso deixava o jogo realmente divertido!  Os poderes eram diversos: uma torta para tacar na cara do adversário, fazer a bola virar uma bomba, uma defesa especial (cada personagem tinha uma) para tomar a bola na hora, um eclipse que fazia a tela ficar 100% escura, teletransporte, invencibilidade para ninguém tomar a bola…Cada um desses “poderes” tinham um preço que dependia da quantidade de diamantes que você tinha.

Acreditem o game era muito divertido e a jogabilidade contribuía muito com isso! Extremamente fácil de se jogar: o L e o R serviam para correr, o X para passar a bola ou rouba-la, o B servia para arremessar, o Y escolhia o “poder” e o A o executava. Era isso, simples e intuitivo. Jogar contra o player 2 então  fazia o jogo ser quase perfeito. Posso cravar aqui, é um dos jogos mais divertidos do Snes para se jogar de 2!

imagem 7

Fim de partida

 

Simples, divertido e bonito. É assim que posso descrever o game Looney Tunes B-Ball afinal, onde mais você poderia ver o Frajola dando um sopapo na cara do Willy Coiote? Onde poderíamos ver o Pernalonga com cara de choro por que tomou uma cesta de 3 pontos do Taz- Mania? O game pegou carona no filme e fez um tremendo sucesso no SNES! Eu digo que B-Ball foi para os games de basquete o que o Super Mario Kart foi para os de corrida!

Indico esse jogo á todos os players que curtem jogos de esporte, humor ou divertidos. Vou deixar um gameplay aqui para terem ideia de como o game é!

2 comentários sobre “Cabine Nostálgica: Looney Tunes B-Ball

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *