Cabine Crítica : Star Wars VIII – Os Últimos Jedis! (2017)

Cabine Crítica : Star Wars VIII – Os Últimos Jedis! (2017)

Salve, Salve Cabineiros! aqui é Samuel Ragnus! trazendo mais um cabine critica do filme mais aguardado do ano!

Estou falando de  Star Wars VIII – Os Últimos Jedis! mas e ae? depois de mudar o diretor
e o roteirista, mudou muita coisa no filme? ou conseguiu manter o Ritmo do episodio 7?
Vamos lá conferir com o:
Plot – Que começa exatamente onde o filme anterior terminou: com a Rey e o braço estendido
durante dois anos. Mas esse episodio 8 narra a nova ordem tentando acabar de vez com a
resistência rebelde em vários núcleos divididos e focados a escapar da destruição total.
Roteiro e Direção – Esse filme está agora com Rian Johnson ,que é o mesmo diretor de Looper um filme de viagem no tempo que é apenas competente… Mas falando em competente… Que roteiro é esse de Star Wars 8 minha gente? o filme é bem dirigido com ótimas tomadas de câmera e um fotografia sem igual, mas o roteiro foi que prejudicou todo filme.. vamos aos:
Pontos Positivos:
+ 2 Pontos – Visual inquestionável! Um dos filmes mais bonitos de toda a saga com um fotografia e visuais incríveis!
+ 1 Pontos – Cenas de ação, efeitos visuais e de trilha sonora dignos da franquia, mas… Nem só de beleza,boa música  e visual vive um filme. Vamos aos:
Pontos Negativos:

– 3  Pontos: O roteiro é o pior fator do filme, ele emenda com cola “paraguaia” o roteiro do filme anterior criando uma situação constrangedora de fugas de naves que se permeia por todo o longa, criando vários núcleos inúteis que só trazem “barriga” para o filme e alguns exemplo são os Núcleos: 

–   Rey com o pior treinamento do cinema com lições totalmente vazias.

–   Finn com sua missão “perca de tempo” junto com a pior nova personagem do filme.

–   Poe Dameron que foi reduzido ao cara dos planos imbecis e ridicularizado o filme inteiro.

– 2  Pontos: Falando nos atores: Um decepção atrás da outra até a Dayse Ridley nossa eterna Rey tá perdida no filme, não sabe se chora ou se sorrir e toda emoção dela soa falso… Além da personalidade vazia de John Boyega com seu personagem Finn, somando as situações ridículas de Oscar Isaac que reduziu seu personagem Poe Dameron a um capacho feito por todos… e o que falar de Andy Serkis e o caricato Snoke? Temos o péssimo Adam Driver com um Kylo Ren  digno da vergonha alheia que está sempre com cara de choro e sempre com uma personalidade digna de pena, falando em pena… Pobre da Gwendoline Christie que no filme inteiro foi reduzida a uma monossilábica e irritante Capitã Phasma.

Não esqueçamos o ridículo Luke Skywalker vivendo o pior mestre Jedi de todos e a general Leia que faz algo tão impossível que chega a ser desrespeitoso dizer isso.

– 2  Pontos: E o mais decepcionante foi os plot twists ridículos e mortes e personagens teleportadores mais ridículas ainda… Mestres purpurinas e vilões sofríveis tendo um final mais sofrível ainda!

Assisti Star Wars 8 em uma sala no cinema e as outras quatro salas também estavam quase vazias! E ficava me perguntando: porque tão vazias assim? em plena estreia! Mas depois de ver,  sei o porque da minha Nota: 3/10!
E não vão na onda de grandes portais comprados! Guarde seu dinheirinho e assista em casa!
Toma e o trailer dessa aberração:

redessociasEemail

   FEED, RSS  – Cabine do Tempo
http://feeds.feedburner.com/CabineDoTempoPodcast

FEED, RSS – Todos os Podcasts
http://feeds.feedburner.com/CabineDoTempo

itunes_logo
youtuner160x160

Mande um email para cabinedotempo@gmail.com ou clique aqui.

facebook twitter-bird google-plus

Texto e Vitrine: Samuel Ragnus

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *